Após o caso registrado na tarde de ontem (23), onde uma confusão envolvendo um vendedor ambulante e fiscais da Prefeitura de Rondonópolis, o município resolveu se manifestar através de uma nota enviada esta manhã a imprensa.

O vendedor ambulante Alan Silva Mateus, 20 anos, foi preso ontem (23), pela Polícia Militar (PM), acusado de lesão corporal e desacato. O conflito teria se iniciado, após fiscais da Receita a serviço da Prefeitura Municipal, terem pedido documentações ao ambulante que estava vendendo produtos em uma das calçadas do centro de Rondonópolis (leia aqui).

CONFIRA A NOTA NA ÍNTEGRA

O Departamento de Controle Urbano de Rondonópolis esclarece que na tarde de quinta-feira (23) um vendedor ambulante de doces, que já havia sido notificado pela Receita Municipal para deixar o local onde comercializava ilegalmente seus produtos, não aceitou apresentar os documentos pessoais para que os fiscais lavrassem o termo de infração e não permitiu a apreensão do carrinho de doces, agredindo com um soco o policial militar que acompanhava os fiscais, durante ação de rotina para a retirada de ambulantes das calçadas da cidade.

O ambulante em questão já havia recebido uma notificação para deixar ou local e tinha um prazo de cinco dias para sair ou se regularizar juntos aos órgãos municipais, o que não ocorreu.
Em função da reação do ambulante, que desferiu um soco no policial, ele acabou sendo imobilizado e encaminhado para a 1ª Delegacia da Polícia Judiciária Civil de Rondonópolis, onde foi lavrado o Boletim de Ocorrência nº 2015.209965.

O ambulante somente permanece preso, sem direito a fiança, pois possuem outras três passagens pela polícia: uma por plantar maconha, outra pelo uso ilícito, e uma terceira por direção perigosa.

Advertisements
Leia também:  Germano Rigotto fala sobre os desafios para retomada do crescimento

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.