Chad Mendes está se sentido bem. Apesar do pouco tempo de preparação, o americano se vê “sólido, rápido e explosivo” para entrar no octógono contra Conor McGregor no próximo sábado, em confronto válido pelo cinturão interino do peso-pena do UFC.

Em entrevista no treino aberto desta quarta-feira, em Las Vegas, “Money” falou sobre as expectativas para o confronto, e aproveitou para responder a recente aposta que o irlandês propôs a Dana White e Lorenzo Fertita, de que o venceria no segundo round:

– Eu acho que é só outra maneira de ele promover essa luta. É o que é. Eu sei o que eu tenho que fazer: entrar lá e dar-lhe uma surra. Ele ama dinheiro, e eu também. Se Conor quiser se focar nisso, deixa. Vou abrir um buraco na cara dele de tanto bater.

O atleta da Team Alpha Male, por outro lado, consegue ver a parte boa em todo falatório do “Notório”. Mendes afirma estar acostumado com trash-talking, e ainda acredita que todo o “hype” formado em cima da luta o motiva ainda mais na hora dos treinamentos.

Leia também:  Torneio de tênis começa nesta quarta em Cuiabá

– É parte da luta. É o que traz todos esses microfones aqui. Competi em alto nível a minha vida toda, então estou acostumado com esse tipo de pessoa. Eu chego lá, lido com a situação e sigo com a minha vida. Tem muito “hype” em cima da luta. Às vezes é difícil ficar motivado quando não tem. Quando tem alguém colocando lenha na fogueira, seu camp fica mais interessante. Toda vez que você está lá, treinando, chegando ao limite, você tem na cabeça essa motivação extra.

Chad foi convocado para a luta após o campeão da categoria, José Aldo, lesionar a costela e ser obrigado a desistir do combate. Como era de imaginar, a contusão foi combustível para mais provocação por parte de McGregor, que acusou o brasileiro de fugir do combate.

Leia também:  Atleta rondonopolitana é ouro no salto em altura

Mendes tem visão diferente. Por experiência própria, ele deixou claro que contusões na região são perigosas. No entanto, o americano acredita que o problema está na quantidade de vezes em que o brasileiro se machuca.

– Acho que algumas pessoas estão ficando irritadas com isso. Como eu disse, contusões estão fora do nosso alcance. Esse é um esporte em que estamos continuamente levando pancada. Tentamos nos precaver da melhor maneira possível, mas muitas dessas coisas estão fora do nosso alcance.

Marcado para o próximo sábado, dia 11, o UFC 189 conta com duas disputas de título. Além de Mendes x McGregor, Robbie Lawler coloca seu cinturão meio-médio em jogo contra o canadense Rory MacDonald. Também é destaque a participação da revelação brasileira Thominhas Almeida, que encara Brad Pickett na luta de abertura do card principal.

Leia também:  Academia e União vão disputar o Estadual Sub-17

Confira abaixo a programação completa:

UFC 189
11 de julho, em Las Vegas (EUA)

CARD PRINCIPAL – a partir de 23h (horário de Brasília)
Peso-pena: Conor McGregor x Chad Mendes
Peso-meio-médio: Robbie Lawler x Rory McDonald
Peso-pena: Dennis Bermudez x Jeremy Stephens
Peso-meio-médio: Gunnar Nelson x Brandon Thatch
Peso-galo: Thomas Almeida x Brad Pickett

CARD PRELIMINAR – a partir de 20h (horário de Brasília)
Peso-meio-médio: Matt Brown x Tim Means
Peso-meio-médio: Cathal Pendred x John Howard
Peso-meio-médio: Mike Swick x Alex Garcia
Peso-galo: Cody Garbrandt x Henry Briones
Peso-mosca: Neil Seery x Louis Smolka
Peso-leve: Yosdenis Cedeno x Cody Pfister

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.