Quatro criminosos foram presos em cumprimento de mandados de prisão preventiva, no município de Pontes e Lacerda (448 km a Oeste), no domingo (26.07). As ordens judiciais foram decretadas em investigações da Delegacia da Polícia Civil para apurar um roubo majorado e uma tentativa de latrocínio.

Na primeira ação, os acusados, Gustavo Severino, 21, e Éric Luz, 18, foram presos por força de mandado de prisão decretados por roubo majorado. O crime aconteceu no dia 17 de julho quando a dupla armada efetuou roubo no centro da cidade. Na ocasião, os suspeitos abordaram um mototaxista enquanto ele trabalhava e roubaram R$ 100 da vítima.

Com a identificação dos dois autores, a Polícia Civil representou pelo mandado de prisão preventiva pelo crime de roubo majorado, em concurso de pessoa, o qual foi deferido pela Justiça.

Leia também:  Jovem é baleado e morto dentro de bar em Paranatinga

Com as ordens em mãos, os policiais civis realizaram diligências e conseguiram efetuar a prisão dos acusados. Na Delegacia de Polícia, em interrogatório, os suspeitos confessaram que utilizaram uma arma de fogo da marca Bereta, calibre 635, para executar o roubo. A arma não foi localizada.

Conforme o delegado de polícia que coordenou as investigações, Felipe Leoni, os dois jovens já têm passagem pela polícia. “Gustavo é investigado por envolvimento com uma ocorrência de tráfico de armas, e Éric, apreendido ainda quando menor de idade”, disse.

Já na segunda ação, os presos Rodrigo Souza Ferreira, 23, e Max Maidana, 21, tiveram os mandados de prisão preventiva cumpridos pela equipe da Polícia Civil, por uma tentativa de roubo seguido de morte.

Leia também:  Quadrilha mantém caminhoneiros como reféns e roubam carga de 26 toneladas de farinha de trigo em Rondonópolis

O crime aconteceu há cerca de 30 dias quando um idoso saía para trabalhar e foi abordado pelos criminosos. Durante o assalto, a vítima recebeu golpes de faca na região do tórax e um dos braços, além de ter o valor de R$ 300 em dinheiro roubado.

Com a investigação e identificação dos autores, a Polícia Civil representou pelo mandado de prisão preventiva por tentativa de latrocínio e decretado pela Justiça.

Os quatro presos foram encaminhados ao Centro de Detenção Provisória (CDP), à disposição da Justiça.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.