Parece que a política rondonopolitana começa a ganhar uma nova sigla partidária, o PBD, (Partido do Bloco dos Descontentes), isso porque nas últimas semanas o que mais a Coluna Bastidores ouviu de suas fontes foi que esse ou aquele vereador, suplente ou mesmo candidato bom de voto estariam deixando suas siglas de origem e tomando novos rumos.

Entre as mudanças estão nomes como o dos ex-presidentes da câmara municipal, Juary Miranda (PMDB), Hélio Pichioni (PR) e Ibrahim Zaher (PSD), suplente como Toninho Pinheiro (PR) e muitos outros nomes que foram candidatos a vereador na eleição passada.

O mais recente nome que anda chateado com o tratamento que recebe dentro do seu partido e já pensa em migrar para o PSB, é o presidente de bairro Beto Cabeleireiro. Para uma fonte da coluna, Beto disse que não aguenta mais ser maltratado dentro do PPS e que vai deixar o partido de Percival Muniz.

Leia também:  Diretores reclamam de morosidade para compra de merenda

Beto foi candidato a vereador nas últimas eleições e teve pouco mais do que 600 votos, o que pode parecer pouco votos para os menos afetos a política, mas, para os grandes “montadores” de chapas” é o paraíso, já que são poucas pessoas em Rondonópolis que podem atrair este número de votos que ajudam a eleger os grandes figurões dos partidos.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.