A campeã dos pesos-galos femininos do UFC, Ronda Rousey, não engoliu o pedido de desculpas da brasileira Bethe Correia pelos comentários sobre suicídio em maio passado. Nesta terça-feira, a lutadora americana foi um dos destaques do anúncio dos novos uniformes do Ultimate, em Nova York e, nos bastidores, afirmou que fará a lutadora paraibana, sua adversária no UFC Rio 7, no dia 1º de agosto, pagar pelas palavras.

– Não acredito nem um pouco. Acho que não tem como ela saber essas coisas mais obscuras da minha vida e não saber de um dos eventos mais importantes que já aconteceram na minha vida. Não sei se me sinto mais ofendida pelo que ela disse ou pela sua falsa desculpa para manter a dignidade, que não foi nem uma desculpa de verdade. Ela só se elogiou, se dizendo humilde e pedindo por perdão. Isso não é uma desculpa.

Leia também:  Antigo Luthero vira cult e ganha lembrança especial do torcedor

Esta luta se tornou extremamente pessoal para mim e nunca quis tanto bater em alguém na minha vida. Com certeza não vou acabar com ela rapidamente, vou garantir que ela lembre cada segundo daquele dia – exclamou Rousey, em entrevista ao site “MMA Fighting”.

Em maio, em entrevista ao Combate.com, Bethe Correia provocou o envolvimento de Ronda com drogas no passado, a chamou de “fraca” e disse que esperava que a adversária “não se suicidasse” com uma potencial derrota para ela no UFC Rio 7. O comentário gerou enorme mau estar e polêmica, principalmente pelo fato de o pai da americana ter cometido suicídio quando ela era criança. Após a repercussão negativa da declaração, a brasileira enviou um pedido de desculpas através das redes sociais, no qual dizia: “Não sabia do que aconteceu com seu pai. Sou humilde o suficiente para pedir desculpas. Família é uma coisa abençoada para mim. Te vejo no UFC 190”.

Leia também:  Academia e União vão disputar o Estadual Sub-17
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.