Foto: assessoria
Foto: assessoria

A diretoria da Companhia de Desenvolvimento de Rondonópolis (Coder) apresentou na terça-feira (7) um relatório detalhado das ações e também da situação da empresa aos vereadores. Durante três horas os vereadores conheceram os dados sobre a realidade financeira, obras e a estrutura administrativa e operacional da Coder.

A apresentação foi feita durante a reunião da ‘Ordem do Dia’, na Câmara Municipal. O presidente da Coder, Rodrigo da Zaeli, falou sobre obras já concluídas e também sobre as que estão em andamento. Ele disse que a Coder já recuperou 15 pontes, de um total de 20 contratadas pela Prefeitura, e tem agilizado a construção de creches, postos de saúde, rotatórias e também a pavimentação de vias públicas.

“Praticamente concluímos o Posto de Saúde do Pedra 90 e estamos solucionando problemas técnicos e burocráticos que paralisavam obras importantes como a creche do Sítio Farias e o PSF do Morumbi. Além disso adiantamos bastante as obras de pavimentação no Jardim Adriana e também no Jardim da Mata.

Estamos fazendo tudo isso sem prejuízo a outros serviços realizados pela empresa, como a limpeza de áreas públicas e a manutenção da rede de iluminação”, disse.

Rodrigo da Zaeli ressaltou também o apoio que tem recebido do prefeito Percival Muniz para o cumprimento das metas da administração municipal, e agradeceu o apoio oferecido pelo Legislativo à Coder.
Já o diretor financeiro, Hamilton Lobo, apresentou um relatório detalhado das receitas e despesas da empresa. Conforme ele, a Coder que chegou a ter seu fechamento sugerido pelo Tribunal de Contas, saiu de uma situação pré-falimentar e hoje é superavitária. As dívidas, que no final do ano passado, somavam cerca de R$ 6 milhões foram todas pagas, os impostos estão em dia e a empresa já está fazendo reserva de caixa para arcar com as despesas no período de dezembro deste ano a fevereiro de 2016 – quando os custos com a folha aumentam e as receitas diminuem.

Leia também:  Gerente de Relações do Governo do BNDES estará na CDL

“Além do reforço obtido com a venda da área da feira da Vila Aurora, acertamos com a Prefeitura a regularidade nos pagamentos dos contratos executados. Com isso conseguimos estabelecer um fluxo de caixa e agora planejamos nossas ações. A Coder voltou a ter credibilidade junto a funcionários e fornecedores”, disse Hamilton Lobo.

Os vereadores foram informados também sobre as medidas administrativas, como a recomposição salarial, adequação do transporte dos funcionários, aquisição de equipamentos de proteção, uniformes e outros investimentos para aumentar a segurança dos trabalhadores.

“Estamos também realizando um concurso público para a ampliação do nosso quadro funcional. Isso vai aumentar os custos, mas dará também uma capacidade maior de atender as demandas e deve ampliar a nossa arrecadação”, explicou o diretor administrativo, Sérgio Gomes.

Leia também:  Rondonópolis é notificada para revogar lei que autoriza loteamento em zona rural

A diretoria da Coder destacou também os procedimentos visando aumentar a transparência e prevenir irregularidades. Entre eles foram destacados a implantação do Portal da Transparência, a colocação de rastreadores nos veículos que prestam serviços à empresa, e um controle maior das horas extras e também dos processos para a compra de bens e serviços.

Repercussão
Os vereadores também tiveram a oportunidade de fazer questionamentos específicos sobre o desempenho da Coder e, ao final, demonstraram satisfação com os dados apresentados.

“A diretoria está de parabéns pelo trabalho realizado e acho que isso precisa ser divulgado. A população deve saber dessa nova realidade, até para desfazermos aquela imagem de que a Coder era uma empresa quebrada e ineficiente”, disse o vereador, Mauro Campos (PT).

Os vereadores Jailton do Pesque Pague (PDT), Marcelo Marques (PRB), Elton Mazetti (PSC), Rubens Paulo (PSC) e Olímpio Alvis (PR) também elogiaram os diretores da Coder. “A população está percebendo os avanços e a gente vê que os trabalhadores da Coder hoje estão contentes. Isso é bom. Se a Coder vai bem, a administração municipal avança e todos ganham com isso”, avaliou o vereador Rubens Paulo.

Leia também:  Mais de 90% dos imóveis pagam taxa mínima do lixo

O presidente da Câmara, Lourisvaldo Manoel de Oliveira, o Fulô (PMDB), considerou positivo o relatório apresentado pelos diretores. Para ele, o novo momento da Coder é uma vitória da cidade e também da Câmara Municipal.

“Ficamos especialmente satisfeitos porque o Rodrigo deixou essa Casa com a missão de revitalizar a Coder e está conseguindo isso. Agora é manter o rigor e o planejamento. De nossa parte continuaremos apoiando e acho que o mesmo deve ocorrer com o prefeito Percival Muniz, até porque em time que está ganhando não se mexe”, disse Fulô defendendo a manutenção dos atuais diretores da Coder.

Também estiveram na reunião na Câmara Municipal o diretor técnico da Coder, Frederico Fortaleza, e os vereadores Reginaldo Santos (PPS), Adonias Fernandes (PMDB), Cláudio da Farmácia (PMDB), Ibrahim Zaher (PSD), Milton Mutum (PSD) e Roni Magnani (PP).

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.