Foto: assessoria
Foto: assessoria

O primeiro-secretário da AL/MT, deputado estadual Ondanir Bortolini (PR), Nininho, participou, nesta quarta-feira (12), das comemorações dos 180 anos de instalação do poder legislativo em Mato Grosso.

“É uma grande honra fazer parte da Mesa Diretora desta Casa quando o parlamento comemora seus 180 anos. Estarmos recebendo o governador e os parlamentares de Mato Grosso do Sul, nos aproxima ainda mais para trabalharmos juntos pelo desenvolvimento desses dois estados irmãos”, disse Nininho.

Na comitiva de Mato Grosso do Sul estavam: o governador Reinaldo Azambuja, o presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, Junior Mochi, e deputados estaduais.

Durante a manhã os convidados visitaram a exposição que contou um pouco da história do parlamento e suas sedes, participaram do descerramento da placa comemorativa dos 180 anos, da inauguração do Instituto Memória da AL e da sessão solene que teve a outorga da Comenda Filinto Müller aos presidentes das Assembleias Legislativas e aos governadores de MT e MS. Foi entregue ainda a outorga da Comenda Memória do Legislativo e de troféus comemorativos aos 180 anos de instalação da AL/MT aos atuais e aos ex-deputados estaduais.

Leia também:  Projeto prevê que cidadãos tenham acesso à lista de imóveis da Prefeitura de Rondonópolis

Ainda durante a sessão foram lançados o selo e o carimbo em alusão aos 180 anos de instalação do Parlamento mato-grossense. Além do livro: “Álbum das Sedes”, que conta a história da Assembleia Legislativa a partir das suas sedes e um livro que reúne os discursos dos presidentes da AL e dos governadores, entre 1979 a 2015.
Para o governador de Mato Grosso, Pedro Taques, os dois estados continuam ligados porque possuem características semelhantes.

“Esse é um momento importante da história de Mato Grosso, o que mostra que a Assembleia Legislativa exalta a sua história. Aqui nós temos um momento de união das histórias e desenvolvimento das duas unidades federadas”, afirma Taques.

A festividade foi encerrada com muita música e poesia no espetáculo cênico-musical Manoel – Leite e Barro Pantaneiro, uma homenagem ao grande poeta mato-grossense Manoel de Barros. Teve apresentações de artistas regionais de Mato Grosso: o trio Pescuma Henrique e Claudinho, Habel dy Anjos na viola de cocho, Ligeirinho no Acordeon, Raul Fortes na percussão e Fernando Sachs, na flauta. Mato Grosso do Sul foi representado pelo músico Marcelo Loureiro. O espetáculo foi apresentado no teatro Zulmira Canavarros, na AL.

Leia também:  Jovem é detido por envolvimento com tráfico de drogas em Rondonópolis
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.