O trabalho que vem sendo realizado pelas forças de Segurança Pública em todo estado resultou na apreensão de mais de quatro toneladas de drogas no primeiro semestre deste ano. A quantia é 12% maior que o total apreendido durante todo o ano de 2014 em Mato Grosso, quando a Secretaria de Segurança totalizou 3,6 toneladas apreendidas.

De acordo com dados da Coordenadoria Geral de Estatística e Análise Criminal da Sesp, no primeiro semestre de 2015 foram apreendidos 4.095,40 quilos de drogas em todo estado, que representa um aumento de 88% em relação ao mesmo período do ano passado, quando a Segurança retirou de circulação 2.173,40 quilos.

O aumento mais expressivo foi na quantidade de maconha apreendida, 1.993,23 quilos nos seis primeiros meses do ano, um aumento de 261% em relação à quantidade apreendida no mesmo período em 2014, quando somou 550,93 quilos.

Leia também:  Várzea Grande | Polícia Civil recupera veículo e prende autor de furto

Já a apreensão de cocaína fechou em 1.209,59 quilos no primeiro semestre deste ano, enquanto que no mesmo período do ano passado foram apreendidos 594,86 quilos, representando um aumento de 103% na apreensão da droga no primeiro semestre de 2015.

Para o secretário Executivo de Segurança Pública, Fábio Galindo Silvestre, a ação é reflexo de um investimento maciço em inteligência para o monitoramento de quadrilhas e bocas de fumo. “O intercâmbio entre as agências de Inteligência das polícias Civil e Militar permitiu um levantamento mais preciso de como o tráfico doméstico e internacional de drogas está acontecendo em Mato Grosso. Além disso, tivemos um enfrentamento maior nos municípios e nas regiões prioritárias, como Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis e Sinop”, destacou.

Leia também:  Dupla é detida tentando jogar entorpecentes pelo muro da Mata Grande

Além do intenso trabalho de saturação das bocas de fumo, combatendo o tráfico doméstico, o secretário ressaltou que a Segurança Pública vem realizando um trabalho preciso e integrado na região de fronteira, que hoje é a principal rota de entrada de droga no estado. “O Gefron, em parceria com as polícias Civil, Militar, Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal, tem intensificado a repressão ao tráfico internacional de drogas em toda a faixa de fronteira, atuando em sinergia com os comandos e delegacias regionais de Várzea Grande, Cáceres, Pontes e Lacerda, Juína e Tangará da Serra”.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.