Vereador usa a tribuna para se defender - Foto: Agora MT
Vereador usa a tribuna para se defender – Foto: Agora MT

A sessão da Câmara Municipal na noite desta terça-feira (18) foi movimentada e o ‘clima esquentou’ durante o discurso do vereador Messias de Caprio. O parlamentar falava sobre a polêmica da Operação Karcharias quando foi interrompido pelos ex-assessores Fabio Lima e Douglas de Aguiar.

Fabio gritou em meio ao público presente na sessão que vai pedir a quebra de decoro parlamentar do vereador Messias. Outras pessoas que estavam lá vaiaram e falavam palavras de ofensas contra o vereador.

A sessão foi interrompida, o clima ficou tenso e a polícia foi chamada para acalmar os ânimos e só depois a sessão foi retomada. O vereador não conseguiu terminar o seu discurso.

COLETIVA

O vereador Messias Di Caprio (PSD), que está sendo investigado por crime de corrupção, concedeu uma coletiva a imprensa, no início da noite desta segunda-feira (17), em seu gabinete na Câmara Municipal em Primavera do Leste (MT). Antes, ele foi ouvido na Delegacia de Homicídios e pequenos delitos.

Leia também:  Dupla que receberia R$ 10 mil para entregar droga acaba presa em Primavera do Leste
Vereador Messias Di Caprio durante coletiva - Foto: Agora MT
Vereador Messias Di Caprio durante coletiva – Foto: Agora MT

As acusações vieram à tona após um vídeo em que o vereador aparece fazendo uma proposta a outro vereador Walmir Zéliz, ele oferece um lote avaliado em R$ 70 mil, ao parlamentar em troca do voto dele para aprovar um projeto de lei. As imagens foram gravadas pelo próprio vereador. Segundo a PJC, esse acordo beneficiaria um empresário do ramo imobiliário.

Durante a coletiva, o vereador explicou que no vídeo, ele estava instigando Walmir Zéliz e que este em uma conversa anterior teria pedido um lote em troca do voto para o projeto de lei. “Aceitando o lote no gabinete, ele fica tão feliz que faz uma oração, ” explica Di Caprio.

Leia também:  “Estão brincando com a cara do cidadão de Rondonópolis” diz Thiago Muniz sobre paralisação dos serviços da Santa Casa

Ainda conforme o vereador, ele deve disponibilizar o vídeo a sociedade para que esta conheça o outro lado da história.

O ex-assessor Fábio acompanhou na plateia - Foto: Agora MT
O ex-assessor Fábio acompanhou na plateia – Foto: José Antônio Araújo / Agora MT

Durante a coletiva, Messias Di Caprio falou sobre as acusações feitas pelo ex-assessor Fábio Lima. O vereador nega que tenha usado o carro oficial da Câmara para viagens com fins particulares a Cuiabá, bem como, tenha pedido parte do salário e diárias do ex-assessor.

Para ele, o ex-assessor queria ganhar repercussão com essa história após ter sido mandado embora. “Ele recebia dinheiro público sem trabalhar, no ano passado o salário dele era maior que o meu, ” disse Di Caprio.

Durante a coletiva, o vereador revelou que ainda não sabe se renunciará ou cumprirá o mandado. Em sua fala, ele diz que não pretende se candidatar a mais nenhum cargo político.

Leia também:  Alencar deve voltar à gestão Pátio como procurador fiscal
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.