A Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), irá realizar amanhã (18), às 9h uma entrevista coletiva com a imprensa da cidade para falar sobre a greve. Vários meios de comunicação têm recebido reclamações dos alunos relativas a demora nas voltas as aulas.

Durante a entrevista, o movimento irá se pronunciar sobre a paralização que já completou 80 dias, divulgar e esclarecer todos os pontos da pauta e as perspectivas de negociação a partir de agora.

Haverá a participação de docentes, técnicos e estudantes dos outros campi, como Cuiabá, Médio Araguaia e Sinop. Logo depois, uma pauta interna de reivindicações será entregue a reitora.

No período da tarde também haverá uma pauta de atividades. Às 13h uma Assembleia Geral, às 16h uma reunião sindical dos Campi da UFMT e às 18h um balanço da greve.

Leia também:  Implantação de coletor tronco de esgoto irá interditar parcialmente Fernando Corrêa

Outras ações:

19/08 às 9h – Debate: Contrarreforma Trabalhista e Sindical – Zé Maria (CONLUTAS).

20/08 às 9h – Debate: Contrarreforma Administrativa/do Estado – Sara Granemann (UFRJ).

21/08 às 14h – Debate: Contrarreforma Tributária – Clair Hickmann – (SINDIFISCO).

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.