Com a chegada de agosto são várias as mudanças do clima, já que esse mês é considerado o auge da seca do inverno no Brasil. Falta de chuva, umidade do ar muito baixa e fumaça no ar, por conta do aumento das queimadas, são problemas comuns em muitas áreas de todas as áreas do país.

Na região centro-oeste, onde fica localizada Rondonópolis, essa situação não é diferente e nesta quarta-feira (5) a baixa umidade do ar começa a preocupar e deve colocar a todos em estado de atenção. De acordo com o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos – CPTEC/INPE a umidade do ar na cidade é de apenas 29% durante a tarde e a noite de hoje.

Leia também:  Rondonopolitanos devem pagar até R$ 100 no gás de cozinha

A temperatura máxima deve ficar em torno de 34°C, com apenas 5% de probabilidade de chuva. Com o clima quente e a baixa umidade os rondonopolitanos devem tomar alguns cuidados, pois a tendência é que com o passar dos dias a situação fique ainda mais crítica, veja:

ESCALA DE UMIDADE DO AR

Entre 21 e 30% – Estado de Atenção

Cuidados a serem tomados:

Evitar exercícios físicos ao ar livre entre 11 e 15 horas;
Umidificar o ambiente através de vaporizadores, toalhas molhadas, recipientes com água, molhamento de jardins, etc.;
Sempre que possível permanecer em locais protegidos do sol, em áreas vegetadas, etc.;
Consumir água à vontade.

Entre 12 e 20% – Estado de Alerta

Leia também:  Banhistas encontram corpo em meio a pedras na Cachoeira do Escondidinho

Cuidados a serem tomados:

Observar as recomendações do estado de atenção;
Suprimir exercícios físicos e trabalhos ao ar livre entre 10 e 16 horas;
Evitar aglomerações em ambientes fechados;
Usar soro fisiológico para olhos e narinas.

Abaixo de 12% – Estado de Emergência

Cuidados a serem tomados:

Observar as recomendações para os estados de atenção e de alerta;
Determinar a interrupção de qualquer atividade ao ar livre entre 10 e 16 horas como aulas de educação física, coleta de lixo, entrega de correspondência, etc.;
Determinar a suspensão de atividades que exijam aglomerações de pessoas em recintos fechados como aulas, cinemas, etc., entre 10 e 16 horas;
Durante as tardes, manter com umidade os ambientes internos, principalmente quarto de crianças, hospitais, etc.

Leia também:  Instituições se unem para garantir atualização do Plano Diretor do município
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.