restaurante-do-mcdonalds-no-shopping-aricanduva-zona-leste-de-sao-paulo-1389370281251_615x300Auditores fiscais do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) flagraram 263 adolescentes trabalhando de forma irregular em 14 lanchonetes do McDonald’s em Porto Alegre.

Foram encontrados jovens com queimaduras no corpo por trabalharem com chapas quentes e fritadeiras sem uso adequado de equipamentos de segurança. De acordo com norma do ministério, menores de idade não podem operar chapas quentes e fritadeiras em cozinhas industriais.

Também foram encontrados 14 adolescentes menores de 16 anos trabalhando sem ser como aprendiz, o que é vetado por lei.

Segundo o ministério, em quatro lojas os jovens aprendizes trabalhavam parte do tempo na cozinha, quando, na verdade, deveriam aprender técnicas de venda, como previsto no curso de aprendizagem contratado.

Leia também:  Ator de "Cidade de Deus" suspeito de matar sargento se entrega no Rio de Janeiro

Ao todo, foram lavrados 45 autos de infração. A auditoria do MTE determinou a mudança de função dos adolescentes irregulares, a adaptação dessas funções ou a delimitação das atividades dos menores.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.