Bicampeão mundial de Fórmula 1, Fernando Alonso comemora nesta sexta-feira dez anos de seu primeiro título, conquistado quando guiava a Renault em 2005 antes de faturar seu segundo troféu na temporada seguinte com a mesma equipe. Uma década depois, o espanhol já não se vê tão motivado e não descarta correr em outra categoria para voltar a ser vencedor.

O asturiano de 34 anos é o 15º colocado do Mundial 2015, uma temporada muito dura para ele, que sofre com o mau desempenho da McLaren e com as deficiências do motor Honda.

Alonso disse nesta sexta-feira que sua carreira não vai acabar quando sair da Fórmula 1, já que ele está empenhado em ser campeão mundial até em outras categorias.

Leia também:  MT | Inscrições para Circuito Estadual de Tênis encerram nesta segunda

“Espero que sim”, declarou Alonso quando questionado se ele irá ser campeão mundial novamente. “Sinto que já se passaram mais anos do que realmente foram, parece que já se vão 20 anos desde que eu ganhei o título. Essa é a minha impressão desses anos desde que cheguei aqui”, revelou após os treinos livres para o GP do Japão, na madrugada desta sexta-feira.

“Acho que na Rússia será meu Grande Prêmio de número 250, mas como se costuma dizer, dez anos não são nada, e eu espero poder conquistar o Mundial novamente. E se eu não estiver aqui (na F1), há outras categorias em que eu posso ser um campeão do mundo, então eu ainda tenho mais alguns anos”, acrescentou o espanhol, que chegou a cogitar correr as 24 Horas de Le Mans, mas foi proibido pela McLaren por força de contrato.

Leia também:  Luverdense fica no empate com o Paraná

O terceiro treino livre em Suzuka está marcado para a meia-noite de sexta para sábado. A disputa pela pole position acontecerá em seguida, às 03h00 (de Brasília).

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.