Foto: Assessoria
Câmara municipal de Primavera do Leste – Foto: Assessoria

O Ministério Público do Estado de Mato Grosso notificou a Câmara Municipal de Primavera do Leste para que adote as providências necessárias para garantir o cumprimento da Lei 12.527/2011, que dispõe sobre transparência e acesso às informações públicas. Embora o Poder Legislativo Municipal mantenha um portal na internet, o MPE argumenta que não estão sendo disponibilizadas informações detalhadas sobre a execução orçamentária, quadro de pessoal, remuneração dos agentes públicos, licitações, planilhas de votação, entre outros itens.

Além de cobrar a ampla publicidade dos atos de gestão, na notificação o MPE também recomenda a adoção das medidas administrativas necessárias para criação do Serviço de Acesso às Informações Públicas ao Cidadão. Sugere, ainda, a realização de audiências ou consultas públicas e o incentivo à participação popular.

Leia também:  Policiais militares auxiliam nas negociações durante desocupação

“Todos os agentes que prestam serviços à Câmara Municipal precisam ser capacitados e instruídos sobre o dever de prestar as devidas informações, orientações, e que não se furte, sob qualquer hipótese, a protocolar petição, requerimento ou pleito nesse sentido, salvo se eivado de manifesta ilegalidade”, destacou o promotor de Justiça Sílvio Rodrigues Alessi Júnior, em um trecho da notificação.

Segundo ele, o cidadão deve ter acesso imediato às informações e, nos casos mais complexos, o prazo limite para atendimento da solicitação é de 20 dias. “Não sendo possível a disponibilização imediata, é obrigatória a indicação das razões de fato e de direito da recusa, bem como a possibilidade de recurso da decisão denegatória”, esclareceu o promotor de Justiça.

Leia também:  Detran-MT aguarda orientação para implantar a CNH digital no estado

Na notificação encaminhada à Câmara Municipal, o MPE também alerta sobre a necessidade de inclusão das informações das gestões anteriores de modo a assegurar maior transparência. Foi estabelecido o prazo de 30 dias para que o Poder Legislativo informe ao Ministério Público sobre as providências adotadas.

MANUAL: Com o objetivo de orientar os gestores sobre as exigências estabelecidas na Lei 12.527/2011, a Rede de Controle da Gestão Pública em Mato Grosso elaborou o “Manual de Cumprimento da Lei de Acesso à Informação” . A versão eletrônica do material está disponível nos sites dos órgãos que integram a Rede de Controle da Gestão de Pública de MT, como é o caso do Ministério Público.

Leia também:  Feriado deve ter aumento de 42% no fluxo de veículos na BR-163

No manual foram destacados todos os pontos que deverão ser observados pelos gestores. Para facilitar o entendimento, as orientações foram distribuídas por tópicos, tais como Serviço de Informação ao Cidadão, normas de acesso, informações institucionais, ações e programas, orçamento, relatório de gestão fiscal, licitações, contratos, adesões a atas de registro de preços, contratações diretas, entre outros.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.