Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Devido as condições climáticas, o período proibitivo para as queimadas em Mato Grosso deve ser prorrogado novamente. Inicialmente, o período proibitivo que começou no dia 15 de julho e deveria encerrar no dia 15 deste mês, acabou sendo estendido até o dia 30 de setembro. Mas uma decisão do Comitê do Fogo, determinou que a prorrogação estenda até o dia 15 de outubro, com possibilidade de prorrogação até novembro.

A decisão ocorreu baseada nas previsões do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), de que o período de seca deve estender até o final do mês de outubro na maioria dos 141 municípios.

De acordo com uma nota de assessoria da Secretaria do Estado de Meio Ambiente (SEMA-MT), secretário-executivo do Comitê, o tenente-coronel do Corpo de Bombeiros, Hector Péricles, a falta de chuva na região Centro-Oeste é resultado do fenômeno climático El Niño.

Leia também:  Rodovias federais de MT terá reforço de fiscalização durante feriado de 7 de setembro

Conforme um balanço da SEMA, no período de 1º de janeiro até a manhã de quarta-feira (23), foram totalizados 21.418 focos de calor, em Mato Grosso, que lidera o ranking de queimadas do país. Comparado a 2014, o quadro mudou nas últimas duas semanas, apresentando um aumento de 6,6% nos focos de calor.

Qualidade do Ar

De acordo com o Boletim da Vigilância da Qualidade do Ar da Sema, que saiu no final da tarde desta quarta-feira (23) mantém a situação de alerta de inadequada qualidade do ar para Mato Grosso, com previsão de melhora em algumas regiões, entre elas, a capital, onde há previsão de chuva para os próximos dias.

Leia também:  Alto Taquari | Controlador Interno é afastado de cargo e pode ser condenado por improbidade administrativa
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.