Foto: Reprodução / Copopular
Foto: Reprodução / Copopular

Pela 1ª vez em sua história, o Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso aplica provas de concurso público de forma descentralizada. Para o concurso público 2015, cujas inscrições se iniciam na sexta-feira (02), os concorrentes poderão realizar as provas em Barra do Garças, Sinop ou Cuiabá. Contudo, os aprovados para o interior do Estado poderão ser designados para outros municípios. A descentralização das provas visa trazer maior comodidade aos concorrentes, que não precisam mais se deslocar à capital para se submeter ao exame de seleção.

O concurso público prevê o preenchimento de 12 vagas, mais o cadastro de reserva. As provas serão realizadas no dia 13 de dezembro deste ano e a previsão é que a posse dos aprovados se dê antes mesmo das eleições municipais de 2016.

Leia também:  Servidores do Detran-MT retomam parcialmente serviços após greve

As inscrições iniciam no dia 2 de outubro e seguem até o dia 21 do mesmo mês, exclusivamente pelo site do Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília, onde é possível ter acesso ao edital.

Estão abertas as seguintes vagas para convocação imediata:

– Quatro vagas para o cargo de Analista Judiciário da área jurídica, formação exigida em Direito, lotação no Interior do Estado;

– Cinco vagas para Técnico Judiciário, nível médio, lotação no Interior;

– Três vagas para Técnico Especializado em programação de sistemas, formação de nível médio acrescido de cursos que totalizem 180h na área de desenvolvimento ou programação de sistemas, lotação na sede administrativa (Cuiabá).

Leia também:  Não se esqueça | Horário de verão começa neste domingo, em 10 estados brasileiros

A jornada semanal de trabalho é de 40 horas e a remuneração mensal alcança os R$ 8.803,97 para o cargo de analista judiciário, e R$ 5.365,92 para o cargo de técnico judiciário. Os valores são referentes ao início da carreira.

A taxa de inscrição para concorrer às vagas de analista judiciário é de R$ 90. Já para se inscrever a uma vaga do cargo de técnico judiciário, a taxa foi fixada no valor de R$ 70. O pedido de isenção da taxa deverá ser feito via formulário disponível no site de inscrição para o concurso. As exigências para obter a isenção estão disciplinadas no edital do concurso.

A definição dos municípios que irão receber os servidores será divulgada após a conclusão do concurso, conforme demanda da força de trabalho da Justiça Eleitoral em Mato Grosso.

Leia também:  Com falta de repasses, hospitais beneficentes de MT podem fechar
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.