Foto: assessoria
Foto: assessoria

O trabalho de regularização fundiária de 64 bairros da cidade já teve início. O cadastramento começou nesta segunda-feira (21) pela região do Loteamento Alfredo de Castro com o deslocamento da equipe da Secretaria Municipal de Habitação e Urbanismo para a localidade. A equipe permanecerá no bairro por 20 dias e atenderá 200 pessoas por dia, com a meta de atingir 1.800 famílias que vivem na região.

Conforme a gerente de Regularização Fundiária da Secretaria Municipal de Habitação e Urbanismo, Huani Rodrigues, além do cadastramento das famílias, a equipe fará paralelamente, vistorias nas residências com o intuito de verificar a certificação do proprietário, a utilidade do lote – se este está sendo usado como comércio, moradia, ou se está sem construção -, e um diagnóstico social para promover aos moradores cursos de capacitação, palestras, entre outras ações para a melhoria da qualidade de vida.

Leia também:  Talk Show do Papo Empresarial acontece hoje

Os loteamentos Alfredo de Castro e Ananias Martins, que hoje formam a região do Grande Conquista, foram criados de forma irregular e por isso, não contam com infraestrutura como asfalto, creches e escolas.

Para os moradores, a falta de regularização é um dos principais problemas a serem superados. O mototaxista, Alfredo Cirino de Araujo, 36 anos, que mora no Alfredo de Castro há mais de três anos, conta que a regularização fundiária do bairro é um sonho. “Só com a regularização sabemos que vamos poder ter asfalto, por exemplo, já que aqui é uma poeira que não tem fim”, conta o morador.

Regularizar a casa que passou a viver depois de uma vida pagando aluguel e depois contar com uma creche no bairro fazem parte dos sonhos da dona de casa Catarina Conceição de Souza, 55 anos, que mora há mais de três anos no Alfredo de Castro. “Nem acredito que vão regularizar a minha casa e que um dia podemos sonhar com uma creche aqui, porque as mães precisam muito”, diz dona Catarina.

Leia também:  Habilitação da UPA é divulgada no Diário Oficial da União

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.