O Tribunal do Júri de Várzea Grande realiza cinco julgamentos de crimes dolosos contra a vida (com intenção de praticar) na próxima semana, com seis réus. As sessões compõem a pauta da 4ª Reunião Ordinária do júri e serão presididas pelo juiz da Primeira Vara Criminal, Otávio Vinicius Affi Peixoto. Os julgamentos começam sempre às 13h30, confira o cronograma completo AQUI.

Na segunda-feira (28) ocorre o julgamento de Rafael José Leal, que é acusado de matar Joanilde dos Reis a golpes de faca, em agosto de 2008, em uma república no bairro Mapim. De acordo com o processo, Rafael teria desferido vários golpes contra Joanilde até provocar a sua morte e depois ocultado o cadáver. O crime teria sido motivado pelo fato da vítima ter vendido um botijão de gás do acusado e usado o dinheiro para consumir de drogas.

Leia também:  PRF e PF fazem ação e apreendem drogas em Rondonópolis

Na terça-feira (29), Eberson será julgado pela morte de Vanil Galdino da Silva e pela tentativa de homicídio de Benedito Galdino da Silva em janeiro de 2014, no bairro Maringá I. Conforme a denúncia, “o acusado, por motivo fútil e, ainda, utilizando-se de recurso que dificultou a defesa das vítimas, efetuou disparos de arma de fogo” contra Vanil e Benedito. O réu confessou ter atirado em Vanil, alegando legítima defesa, e negou ter disparado contra Benedito.

No dia 30 de setembro, será o julgamento de Iremar Pereira Cordeiro, acusado de matar a golpes de faca sua companheira, Rosenira Antônia da Silva, e de tentar matar seu enteado, Italo Luiz Silva de Oliveira, e o vizinho Jardel Aparecido Jorpe. O crime foi em janeiro de 2014.

Leia também:  Suspeito baleado em Rondonópolis é preso em hospital de Pedra Preta

Já nos dias 1º e 2 de outubro irão a júri João Silva Gomes, Helton Jhoson Dutra Lopes e Wanderson Rodrigues da Silva. João Gomes será julgado pela morte de Weberton Marques Soares e tentativa de homicídio de Tarciane Carla da Silva Moraes, em fevereiro de 2014, no bairro Vila Operária. Já Helton Lopes e Wanderson da Silva serão julgados por matar Gilberto de Jesus Ribeiro a facadas, em fevereiro de 2012, no bairro Cohab Cristo Rei.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.