Sebastian Vettel não esconde a empolgação por viver seu primeiro GP da Itália como piloto da Ferrari. O alemão, que venceu a prova em 2008 e em 2013, se diz ansioso por subir ao pódio – e não ser vaiado.

“Sempre vi a paixão que existe pela Ferrari aqui, então estou animado para fazer parte disso. Se nós formos bem, o que é o objetivo, e conseguirmos chegar ao pódio, estarei feliz por não ser vaiado aqui depois de muito tempo.”

Vettel também afirmou que considera o GP da Itália sua corrida caseira nesta temporada, uma vez que o GP da Alemanha não foi realizado por questões financeiras. “É o GP da nossa casa [como equipe] e, como eu não tive uma corrida neste ano no meu país, vou adotar esta aqui e tomara que consigamos um bom resultado.”

Em quatro das últimas cinco temporadas, Vettel foi o principal algoz ferrarista, conquistando quatro títulos seguidos (entre 2010 e 2013) enquanto o então ídolo dos tifosi, Fernando Alonso, era vice em três oportunidades (2010, 2012 e 2013).

Mas o piloto já sentiu o gosto de ser bem tratado pela torcida em Monza. Em sua primeira vitória em Monza – e também na carreira – em 2008, contudo, Vettel foi ovacionado pelo público, pois corria pela Toro Rosso, equipe baseada em Faenza, na Itália, e que tem origem na nanica Minardi, tendo sido adquirida nos anos 2000 pela Red Bull.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.