Abastecer com etanol continua mais vantajoso em Mato Grosso, onde o preço médio deste combustível está em R$ 1,85, custando 56% do preço da gasolina (R$ 3,30). É o que mostra levantamento semanal realizado no período de 29 de setembro a 3 de outubro pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Assim, além de ser o único estado onde a vantagem do etanol sobre a gasolina perdura por mais três anos consecutivos, agora Mato Grosso tem a melhor vantagem no Brasil para o derivado da cana-de- açúcar.

O reflexo pode ser notado em duas análises dos dados de consumo divulgados pela ANP. A 1ª aponta recorde histórico no volume de etanol comercializado de janeiro a agosto, superando 436 milhões de litros. A 2ª é que, comparando os volumes comercializados de etanol com o de gasolina, acumulados no período janeiro a agosto, o etanol supera em 14,8%.

Leia também:  Preços do varejo para o Natal devem cair pela 1ª vez desde 2009

Para ser mais vantajoso, o preço do litro do etanol deve custar até 70% do litro da gasolina.

OUTROS ESTADOS 

Com média de preços do etanol a R$ 2,03, Goiás aparece como o Estado que tem a segunda mais vantajosa média – 62% do preço da gasolina. Em São Paulo, o litro do etanol custa, em média, R$ 2,00; R$ 2,09 em Minas Gerais, R$ 2,18 no Paraná e R$ 2,21 no Mato Grosso do Sul.

Os preços médios mais altos estão em Roraima (R$ 2,99) e Pará (R$ 2,88).

Apesar de ser mais barato do que a gasolina, o etanol percorre uma quilometragem menor. Por isso, encher o tanque com esse produto mais em conta só é vantajoso se custar até 70% do preço da gasolina. Para fazer o cálculo, basta dividir o valor do litro do etanol pelo da gasolina. Se o resultado for menor que 0,7, é mais vantajoso financeiramente abastecer com etanol. Se for maior, a gasolina é mais vantajosa.

Leia também:  Confira as vagas de emprego desta segunda (25/09/17) em Rondonópolis

O consumidor também pode contar com a ajuda de sites e aplicativos para smartphones que fazem o cálculo automaticamente, bastando inserir o preço dos dois combustíveis. O site do Sindipetróleo – www.sindipetroleo.com.br disponibiliza uma calculadora.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.