A campanha eleitoral da presidente Dilma Rousseff em 2014 deve começar a ser investigada. Os ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) devem confirmar nesta terça-feira (6) a abertura de uma investigação inédita.

Caso a votação se confirmar, essa será a 1ª vez que o TSE abrirá uma Ação de Impugnação de Mandato Eletivo (Aime) contra um presidente da República empossado.

A investigação foi proposta pelo PSDB. O julgamento foi interrompido no dia 25 de agosto, mas o placar da votação está em 4 votos a 1 pela reabertura da ação.

O TSE voltou a julgar o caso, devido a um recurso protocolado pela Coligação Muda, Brasil, do candidato derrotado à Presidência da República Aécio Neves, do PSDB. A legenda alega que há irregularidades fiscais na campanha relacionadas com a Operação Lava Jato.

Leia também:  Projeto prevê que cidadãos tenham acesso à lista de imóveis da Prefeitura de Rondonópolis
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.