O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT) pretende iniciar, ainda neste ano, a coleta de dados biométricos na cidade de Barra do Garças. Inicialmente, a coleta não será obrigatória, ou seja, com a participação efetiva do eleitor, mas a obrigatoriedade será necessária partir da revisão eleitoral, que ocorre em uma segunda etapa dos trabalhos.

Por meio da revisão do eleitorado com uso da biometria, o TRE-MT atua de forma preventiva para garantir a lisura no processo eleitoral. Com a biometria, nenhum eleitor consegue votar no lugar do outro, o que garante maior segurança do processo eleitoral. Em Barra, a Justiça Eleitoral levantará todos os dados para serem inseridos na biometria e, posteriormente, parte para a presença do eleitor para o cadastramento.  Quem não comparece tem o título cancelado.

Leia também:  Com falta de repasses, hospitais beneficentes de MT podem fechar

De acordo com levantamento do TRE, desde que deu início à biometria em 2010, cerca de 72,5 mil títulos eleitorais já foram cancelados em Mato Grosso. Ao todo, 22 municípios de Mato Grosso já passaram pela revisão do eleitorado com cadastramento biométrico. Levando em conta somente estes municípios onde a revisão foi concluída, Mato Grosso possui as informações biométricas de 339,7 mil pessoas.

A revisão do eleitorado com biometria já está acontecendo na região do Vale do Araguaia nos municípios de Araguainha e Torixoréu. O primeiro município a passar pela biometria foi Campo Verde, em 2010.  Pelo levantamento do tribunal, em média, após a conclusão da revisão em determinado município, de 20% a 30% dos títulos são cancelados.

Leia também:  Aumentam boletins de ocorrência motivados por homofobia em Mato Grosso
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.