Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Seção brasileira feminina de vôlei é campeã sul-americana pela 19º vez, sendo a 11ª consecutiva. O Brasil venceu, neste sábado, a final contra o Peru por 3 sets a 0 (25/17, 25/21 e 25/13), em 1h14 de jogo, no Coliseo Northon Madrid Picot, em Cartagena, na Colômbia. O Brasil terminou a competição com cinco vitórias em cinco jogos e nenhum set perdido. A Colômbia ficou com a medalha de bronze ao superar a Argentina por 3 sets a 2 (25/21, 26/24, 19/25, 23/25 e 15/6).

Na decisão, a campeã olímpica Natália foi a maior pontuadora, com 16 acertos. A ponteira Gabi, com 11, e as centrais Juciely e Fabiana, com oito cada, também pontuaram bem pelas brasileiras. Pelo lado do Peru, a atacante Ângela Leyva foi quem mais marcou, com 11 acertos.

O treinador José Roberto Guimarães comentou sobre o título das brasileiras e a importância do Sul-Americano para o Brasil.

Leia também:  Público reage e evita prejuízo para o União

– Essa vitória foi importante, pois mantivemos a hegemonia na América do Sul. O Brasil era o time a ser batido e todas as equipes queriam ganhar sets de nós. Foi mais um título e o mais interessante dessa conquista foi o fato de estarmos juntos como equipe. Conversamos bastante sobre o futuro. Hoje (sábado) faltam 307 dias para os Jogos Olímpicos. Agora, as jogadoras vão voltar para os seus clubes, mas tenho certeza que elas vão seguir trabalhando forte. Quando elas se reapresentarem, em 2016, teremos três meses para nos prepararmos e fazermos os últimos ajustes para os Jogos do Rio – disse José Roberto Guimarães, que ainda falou sobre o próximo passo da comissão técnica do Brasil.

Leia também:  José Aldo terá a revanche pelo cinturão contra o atual campeão Max Holloway

– A nossa função agora é acompanhar essas jogadoras nos campeonatos e ver como elas estão se apresentando. Não só as jogadoras que vão jogar a Superliga, mas as que vão jogar fora. Temos que ver a forma física delas e vamos tentar ajudar da melhor maneira possível – explicou José Roberto Guimarães.

Gabi é eleita a MVP

Duas brasileiras entraram na seleção do Sul-Americano. A atacante Gabi ficou com o prêmio de melhor ponteira e MVP da competição e a central Juciely acabou eleita a melhor jogadora da sua posição.

Ao final do Sul-Americano, Gabi fez uma análise da participação do Brasil na competição e parabenizou a equipe verde e amarela pelo empenho ao longo da temporada.

Leia também:  Cuiabá Arsenal encara último rival da 1ª fase do brasileiro

– Vencer esse Sul-Americano foi muito importante para a nossa equipe já pensando no ano que vem. Fico muito feliz de voltar para casa com o título e os prêmios. O grupo todo fez um trabalho fantástico nessa temporada. Sabemos que precisamos melhorar algumas coisas e vamos seguir trabalhando forte para evoluirmos cada vez mais para chegarmos ao auge nos Jogos Olímpicos do Rio. Queremos jogar cada vez com mais velocidade e estamos no caminho certo – garantiu Gabi.

A baixa na equipe brasileira para a decisão ficou por conta da central Adenízia que, com suspeita de virose e febre, não participou da partida decisiva. Durante a premiação, as brasileiras homenagearam a campeã olímpica levando sua camisa para o pódio.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.