Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Um homem que acordou no necrotério momentos antes de sua autópsia começar acabou morrendo “novamente”.

Prakash, de 45 anos de idade, foi encontrado em uma estação de ônibus em Mumbai, Índia, e acabou sendo declarado morto por um médico que verificou seu pulso.

Mas o erro do médico só foi descoberto quando porteiros do hospital viram o “cadáver” respirando no necrotério.

A polícia e os médicos apontaram a culpa pelo diagnóstico errado. Agora, com o novo falecimento, um exame será realizado para saber as causas reais da morte de Prakash.
Prakash, de 45 anos, que acordou no necrotério momentos antes de sua autópsia começar, acabou morrendo “novamente” por causas ainda desconhecidas.

Leia também:  Países europeus reforçam vigilância com a carne bovina brasileira

O Inspetor de Polícia Yeshudas Gorde disse depois da “primeira morte”: “É um caso grave de negligência por parte do médico. Nós ficamos chocados ao ver que o paciente estava vivo depois de ter sido declarado morto.*

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.