Foto: assessoria
Foto: assessoria

A 2ª etapa do mutirão de limpeza em trecho do Ribeirão Arareau, na zona urbana de Rondonópolis, deve contar com a atuação de cerca de 500 pessoas voluntárias. Esses participantes integram as equipes das diversas instituições, entidades e empresas parceiras que se reuniram com o secretário de Meio Ambiente do Município, Lindomar Alves, na tarde desta terça-feira (20) para fazer o planejamento da ação e definir as equipes que vão assumir tarefas específicas.

Trabalhar para recuperar o Ribeirão Arareau no perímetro da cidade é uma iniciativa do Juizado Volante Ambiental – Juvam e o Ministério Público Estadual – MPE, em parceria com a prefeitura de Rondonópolis que defende a preservação da natureza como projeto fundamental para assegurar um futuro melhor à população da região. A segunda edição do programa ‘o rio é nosso’ vai acontecer no dia 7 de novembro.

Leia também:  Acidente na MT-130 deixa duas vítimas gravemente feridas

Lindomar Alves explica que a limpeza do leito do ribeiro, dos barrancos e das Áreas de Preservação Permanentes – APPs vai ser feita nas margens direita e esquerda do Arareau, no trecho a partir da ponte da Rua José Barriga até a do anel viário, de um lado, e até o Jardim Primavera de outro. Esta extensão vai ser dividida em nove trechos a serem distribuídos entre as equipes de trabalho.

A Colônia de Pescadores Z-3 vai disponibilizar dez barcos para fazer a limpeza do leito do ribeirão e empresas parceiras vão oferecer caçambas para armazenar o lixo que deve ser retirado durante o mutirão. O secretário conta que na primeira operação de limpeza foram retiradas 300 toneladas de entulhos e objetos encontrados no leito e nas margens do Arareau.

Leia também:  Profissionais de saúde estão mais de 100 dias sem receber salário do governo

Parceria ampla 

A segunda etapa do projeto ‘o rio é nosso’ reúne uma parceria ampla de instituições, entidades e empresas. A iniciativa vai ter a participação da Secretaria Estadual do Meio Ambiente – Sema, Rede Socioambiental, Polícia Militar Ambiental, Polícia Civil, Exército Brasileiro, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, Lions Clube, Rotary Clube, Grupo Arareau, OAB, estudantes e professores das faculdades locais, Cruz Vermelha, hospital veterinário, cooperativas de reciclagem e empresas locais.

As equipes operacionais da Companhia de Desenvolvimento de Rondonópolis – Coder e do Serviço de Saneamento Ambiental – Sanear também participam do trabalho que tem o objetivo de revitalizar o Ribeirão Arareau e garantir mais qualidade de vida para a população que sofre as consequências dos danos causados à natureza.

Leia também:  Encontro de Fé | Devotos se reúnem em procissão para comemorar os 300 anos de Nossa Senhora Aparecida

O mutirão vai começar às 6 horas, com um café da manhã e solenidade de abertura no Parque do Arareau, na região da Vila Cardoso. Um oficial do Corpo de Bombeiros deve fazer as orientações sobre as normas de segurança que devem ser adotadas para evitar acidentes, como picada de cobras. Lindomar Alves que preside a comissão organizadora do mutirão de limpeza, antecipa que vai acontecer mais uma reunião nos próximos dias, para concluir o planejamento e assegurar que a ação apresente resultados positivos.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.