Foto: Bdspn/ Thinkstock/ Getty Images
Folhas de moringa – Foto: Bdspn/ Thinkstock/ Getty Images

Moringa Oleífera, morangue, acácia-branca… Você já ouviu falar em alguma dessas plantas? São vários nomes para a mesma, originária da Índia. O chá feito com suas folhas secas tem uma poderosa ação anti-inflamatória no organismo. “A bebida é uma arma contra vermes e trata irritação gastrointestinal e diarreia. O recomendado é beber duas xícaras de chá por dia”, diz a nutricionista Vanderlí Marchiori, uma das maiores especialistas em fitoterapia no Brasil.

As folhas da moringa ainda apresentam alto teor de minerais e vitaminas, e têm um forte potencial para entrar na turma dos superalimentos, como o ovo, a cranberry e a couve-manteiga. Elas contêm 25 vezes mais ferro do que o espinafre, 17 vezes mais cálcio do que o leite, 15 vezes mais potássio do que a banana, 10 vezes mais vitamina A do que a cenoura e 9 vezes mais proteína do que o iogurte. “No entanto, não é recomendada a ingestão das folhas, pois pode acontecer um processo de intoxicação”, fala Vanderlí. Se você quiser aproveitar esses nutrientes, existe outra saída. “As diversas propriedades da planta podem ser encontradas, mesmo em uma menor quantidade em relação à folha, nas cápsulas”, sugere a nutricionista.

Leia também:  Já ouviu falar em falsa magra?

As sementes e os grãos da moringa também são usados em produtos de beleza, tratamentos de pele, respiratórios e digestivos. Mas atenção, a medicina ayurvédica ainda acredita no poder de cura da “árvore milagrosa” em mais de 300 doenças.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.