O senador José Medeiros (PPS) fez um balanço dos seus 10 meses de mandato durante uma visita ao site AGORA MT, em Rondonópolis. Para ele a meta estipulada para 2015 foi cumprida e agora segue com outros objetivos para o próximo ano.

“A ideia era fazer uma atuação forte a frente do Estado, conseguimos vitórias em importantes lutas. Solicitei através de emenda R$ 9 milhões para Rondonópolis, sendo desse total R$ 4 milhões serão destinados a Saúde e participei de perto junto com a bancada de Mato Grosso para garantir o Auxílio Financeiro para Fomento às Exportações (FEX) e a 1ª parcela de 1,4 milhão já foi repassada inclusive a Prefeitura de Rondonópolis”, explica.

Segundo o senador Rondonópolis está muito bem representada e isso é necessário já que a cidade é polo regional e uma das mais importantes do Estado. “Hoje enviar recursos para Rondonópolis é como se estivesse ajudando cerca de 20 munícipios da região Sul que dependem da cidade para várias situações, como por exemplo na Saúde”, afirma.

Leia também:  Câmara decide se Jacob preso desde junho continuará recebendo auxílio-moradia

De acordo com Medeiros outra pauta que os senadores de MT tem acompanhado é em relação a situação das rodovias do Estado. “A empresa fez a porcentagem necessária de obras de duplicação e já iniciou a cobrança de pedágio, mas o Dnit parou com as obras que são de sua responsabilidade e o cidadão não tem estradas e tem que pagar pedágio. A população está no meio dessa briga e ela não tem nada a ver com isso”, conta o senador.

Para finalizar ele destacou que esse período no Senado foi um grande desafio, afinal entrou para substituir o govenador Pedro Taques (PSDB) que tinha uma imagem muito forte como senador. “Mas estou satisfeito, porque em apenas 10 meses consegui me destacar como senador e sei que tem muito ainda para se fazer”, alega.

Leia também:  Vereador destaca parceria com deputado estadual

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.