Faltam menos de três meses para o ano de 2015 acabar e as festas de fim de ano se aproximam fazendo com que muitas pessoas procurem alguma forma de ganhar um dinheiro extra. Visto que geralmente as datas comemorativas fazem com que o comércio aumente as contratações. Mas este ano deve ser diferente. Diante a recessão econômica brasileira as contratações neste fim de ano serão reduzidas.

Em Mato Grosso, assim como no país, a cada 10 empresários nove não deverão realizar admissões extras para atender a demanda das compras de fim de ano. A estimativa no estado em termos de vendas, inclusive, é de queda em relação a 2014 ou estabilidade.

Leia também:  PIS/Pasep: saque antecipado para idosos começa em 19 de outubro

Em Rondonópolis – MT, de janeiro a agosto o setor do comércio foi o que mais demitiu. Foram contratadas 6.668 pessoas e demitidas 7.617, fechando o período com saldo negativo de 949 pessoas desempregadas no setor, conforme dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

Em MT não foi muito diferente, de janeiro a agosto o setor do comércio foi o segundo que mais demitiu em Mato Grosso, ficando atrás apenas da indústria de transformação. Segundo o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), foram eliminadas 3.176 vagas de emprego no comércio em 2015. Somente em agosto as demissões foram 1.198 a mais que o volume de contratações no setor.

PESQUISAS

De acordo com a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), as vendas em Mato Grosso, até julho, tiveram um decréscimo no ano é de 6,5% em comparação a 2014. Somente o mês de julho registrou queda de 4,5% ante o mês o ano passado.

Leia também:  Processos chegam a prefeitura para o mutirão fiscal

Levantamento do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) revela que no Brasil nove em cada dez empresários não pretendem ampliar o quadro de funcionários nesse fim de ano. O SPC Brasil e a CNDL estimam que apenas 24.427 vagas temporárias serão criadas no final de 2015 no Brasil.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.