A Delegacia Fazendária e de Crimes Contra a Administração Pública (Defaz), da Polícia Judiciária Civil, cumpriu na manhã desta quinta-feira (29), um mandado de busca e apreensão no Instituto de Terras de Mato Grosso (Intermat). A ordem judicial está relacionada a inquéritos instaurados nos anos de 2013 e 2014, que apontam irregularidades em processos que tramitam no órgão.

Os processos são referentes à regularização de terras na Rodovia Emanuel Pinheiro (estrada que dá acesso à Chapada dos Guimarães), em Cuiabá e no município de Poxoréu (251 km ao Sul da Capital). A ação tinha como objetivo apreender processos originais que serão analisados para constatação de fraudes ocorridas no órgão.

Leia também:  Governo apresenta Plataforma Digital da Agricultura Familiar de MT

O mandado de busca e apreensão foi decretado em razão da recusa reiterada de solicitações dos documentos ao Intermat, feitas tanto pela Defaz quanto pelo Ministério Público do Estado (MPE).

As investigações da Delegacia Fazendária seguem em sigilo.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.