Foto:G1/ParanáPresos se rebelam desde o começo da manhã desta terça-feira (6) na Unidade II da Penitenciária Estadual de Londrina (PEL II), no norte do Paraná, e fazem pelo menos cinco reféns.
Os detentos tomaram o telhado e muros do presídio, encapuzados e armados com facas e pedaços de pau. Os reféns eram mantidos com as mãos amarradas e sob ameaça de serem jogados do telhado. Todos são detentos, conforme a polícia.                                        Foto:Erick Gimenesdo/G1 PR
Muitos rebelados falavam ao celular. Telhas e vidraças das alas foram quebradas. Das galerias, saía uma fumaça escura, por volta das 12h30, indicando que colchões foram queimados. Objetos eram jogados além do muro.
Os agentes penitenciários conseguiram deixar a unidade antes de serem rendidos, de acordo com a Polícia Militar (PM). O comando da polícia está no local e, segundo a corporação, analisa a possibilidade de uma intervenção.
De acordo com Departamento de Execução Penal do Paraná (Depen), ainda não há confirmação do que motivou o motim e em que condições começou. O diretor, Luiz Alberto Cartaxo Moura, deixou Curitiba no começo da tarde e seguia para o local.
Atualmente, 1.140 pessoas estão presas na Unidade II, em um espaço projetado para 928, segundo o Departamento de Execução Penal do Paraná (Depen).

Leia também:  Passageiros sobrevivem após queda de avião em GO
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.