O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) pretende, ainda neste ano, dar início à revisão do eleitorado, com coleta de dados biométricos, no município de Jaciara. Para tanto, será necessário montar uma estrutura com no mínimo 11 guichês de atendimento em local amplo, que possua boa conexão de internet. O assunto foi discutido nesta sexta-feira (1º) entre a presidente do TRE-MT, desembargadora Maria Helena Póvoas, e o prefeito Ademir Gaspar de Lima. O prefeito se comprometeu a disponibilizar à Justiça Eleitoral os 11 servidores (ou estagiários), local para atender a população com conforto e comodidade, além do link de internet de no mínimo dois Megabytes.

A Justiça Eleitoral ficará responsável pelo treinamento dos servidores disponibilizados pela prefeitura, supervisão dos trabalhos e disponibilização dos equipamentos necessários para a coleta das digitais e fotografia de todos os eleitores do município. Além disso, a Justiça Eleitoral manterá, durante os cinco meses de revisão do eleitorado, equipe especializada em Tecnologia da Informação para atender as demandas relacionados ao funcionamento dos kit bio (equipamentos da biometria).

Leia também:  MPE denuncia estudante por homicídio triplamente qualificado e requer manutenção de prisão

A desembargadora Maria Helena Póvoas explicou ao prefeito e sua equipe os benefícios da biometria, em especial quanto à segurança do processo eleitoral. Ela detalhou ainda as dificuldades de se realizar o trabalho em Mato Grosso sem o auxílio das prefeituras, visto que o Tribunal Superior Eleitoral reduziu de R$ 5,5 para R$ 1,99 o repasse de recursos, para cada eleitor atendido, para fazer a biometria em todo o Estado.

“Vocês podem contar com a prefeitura para fazer a biometria em Jaciara. É nosso interesse que esse trabalho seja realizado aqui também”, enfatizou o prefeito Ademir Gaspar de Lima, que estava acompanhado do secretário de Administração, Júnior Castilho.

Também participaram da reunião o juiz da 14ª Zona Eleitoral, José Eduardo Mariano; o diretor geral do TRE-MT, Felipe Biato; o chefe do cartório eleitoral, Felipe Malheiros Alvim; e os assessores jurídicos da prefeitura, Délcio Barbosa e Victor Meira Borges.

Leia também:  Estado tem 48h para regularizar repasses para Santa Casa de Pontes e Lacerda
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.