Quem vai às compras todos os meses já sabe, o preço dos alimentos disparou este ano. O quilo do tomate, por exemplo, chegou aumentar até 40% no estado e passou de R$ 3,50, em abril, para R$ 7 no mês de maio em Rondonópolis.

Ao consumidor, resta buscar soluções para que a conta não pese tanto no bolso. Uma das saídas encontradas é a compra em feiras populares. O preço mais baixo de alguns produtos e a possibilidade de ‘pechinchar’ pode ser um bom negócio para quem quer economizar.

Mesmo na feira, ainda tem consumidor que acredita que existem preços que estão altos, mas, ainda assim, é possível economizar bastante.

Leia também:  Captação de leite registra queda de 10,3% em MT

Josimar Mestre Piatro, trabalha na feira a 24 anos, ela acredita que a qualidade do produto faz o investimento valer a pena.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.