Mato Grosso recebe nesta segunda e terça-feira (26 e 27) uma missão com três integrantes da Organização Mundial da Saúde Animal (OIE) acompanhados de dois servidores do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). A equipe visitará uma fazenda e frigorífico de peixe mato-grossenses e já passou por alguns Estados com o objetivo de avaliar a produção e elaborar um relatório de recomendações.

Nesta segunda-feira a missão visitou uma fazenda em Campo Verde. Antes, pela manhã, o grupo esteve na sede do Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea) para conhecer a estrutura do Serviço Veterinário Oficial (SVO) e o Programa Estadual de Sanidade Aquícola.

Na terça-feira conhecerão um frigorífico no município de Nossa Senhora do Livramento que possui o Serviço de Inspeção Federal (SIF) e a Unidade Local de Execução (ULE) do Indea, localizado no Parque de Exposições de Cuiabá.

Leia também:  Lideranças e membros da sociedade civil apresentam propostas para Cuiabá de 2019

De acordo com a médica veterinária do Mapa, Marina Delphino, que acompanha os especialistas da OIE, o mesmo trabalho já foi realizado em outros três estados. “Já passamos por Minas Gerais, Rio Grande do Norte e Santa Catarina. Depois de Mato Grosso seguimos para Brasília”.

“O objetivo é conhecer e avaliar o serviço de defesa sanitária animal, conhecer o sistema de produção e o abate de peixes. Posteriormente deve ser analisado e comparado com os outros estados visitados e elaborado um relatório de recomendações”, informou Marina.

“A visita dos especialistas servirá como norteador para a implantação de medidas a serem aplicadas à sanidade aquícola em Mato Grosso, que é o segundo maior produtor de peixe de água doce do país. A elaboração do relatório será importante para um alinhamento com as normas internacionais e, consequentemente, uma maior eficácia do programa estadual”, ressaltou o presidente do Indea, Guilherme Linares Nolasco.

Leia também:  Obra de duplicação da Filinto Müller é vistoriada em Várzea Grande

O Programa Nacional de Sanidade Aquícola é recente e está em desenvolvimento no Brasil. A vinda dos especialistas partiu de uma solicitação do Mapa, já que antes o programa estava ligado ao extinto Ministério da Pesca e Aquicultura.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.