Candidatos saindo da UFMT depois da prova.FOTO MESSIAS FILHO/AGORA MT
Candidatos saindo da UFMT depois da prova.FOTO MESSIAS FILHO/AGORA MT

Os professores em greve das Instituições Federais de Ensino (IFE) aprovaram a saída unificada da greve nacional e as aulas devem iniciar a partir das próximas semanas. O comunicado foi divulgado ontem (9) pelo Comando Nacional de Greve (CNG) do Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes-SN).

Os professores estão em greve desde o dia 28 de maio. Em Rondonópolis os profissionais vão definir a data de retorno das aulas em assembleia geral que acontece na quinta-feira (15).

“Já decidimos pelo fim da greve. As aulas vão retornar, agora só vamos definir a data de retorno” explica a presidente Adufmat de Rondonópolis (Associação dos Docentes da Universidade Federal de Mato Grosso), Ivanete Rodriguês dos Santos.

Leia também:  Prefeitura disponibiliza certidões online sem ônus para população

Segundo o sindicato, a greve, que já ultrapassou os 131 dias, é a mais longa da história das instituições. A decisão pelo fim da greve foi aprovada por ampla maioria dos professores durante as assembleias nas bases entre 6 e 8 de outubro. De acordo com balanço da entidade, a paralisação atingia a 33 instituições federais, entre universidades e institutos federais.

Apesar de aprovar o fim da paralisação, os professores decidiram pela rejeição da proposta da Secretaria de Relações de Trabalho do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão de restruturação das tabelas salariais com o índice de reajuste de 10,8%, parcelado em dois anos: 5,5% em agosto de 2016 e 5% em janeiro de 2017.

Leia também:  Casa do Adolescente passa por dificuldades e faz campanha em busca de doações

As aulas serão retomadas nas instituições em datas diferentes

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.