Foto: assessoria
Foto: assessoria

Durante audiência pública na Comissão de Educação do Senado (CE), nesta terça-feira (27.10), com o ministro de Educação Aloizio Mercadante, o mato-grossense Blairo Maggi voltou a cobrar do Governo Federal a criação do campus da UFMT em Rondonópolis. “Tenho uma reclamação a fazer e quero crer que é decorrente da sua ausência no ministério da Educação já que, essa pauta é muito antiga e fruto de um compromisso político da própria presidente Dilma”, disse.

Maggi frisou que as negociações e pleitos decorrentes dessa demanda ultrapassam gestões no Ministério. “Estamos pleiteando isso há muito tempo, tudo que nos foi solicitado pelo ministério da Educação, tanto na questão da estrutura física, como na área pedagógica, foi feito. Alimentamos esse desejo junto à população daquela região e pedimos mais uma vez que o compromisso assumido pela própria presidente Dilma seja honrado”, apelou.

Leia também:  Sebastião Rezende entrega minuta de decreto para ajudar comunidades terapêuticas

Já Aloizio Mercadante, reafirmou o compromisso de colocar o assunto novamente em pauta estabelecendo como meta o final deste ano para conclusão do processo.

“Me comprometo com o senador Blairo Maggi, de ainda este ano, colocar em votação aqui no Senado o Projeto de Lei para criação dessa universidade, se estiver atendendo a todos os pré-requisitos, daremos continuidade. Saio daqui com essa demanda em mãos”, assegurou o ministro.

Blairo solicitou ainda a realização de uma audiência pública, no Senado, para tratar do tema. A data está prevista para a primeira quinzena de novembro.

O CAMPUS

O Campus Universitário de Rondonópolis foi criado em 1976, e conta, hoje, com 300 professores e mais de 5 mil alunos. A unidade oferece, 22 cursos de Graduação, três de Mestrado, e um Doutorado Interinstitucional (Dinter), feito em parceria com a Universidade Federal de Campina Grande (PB).

Leia também:  Vereador Thiago Silva viabiliza tratores e caminhão para a zona rural

A infraestrutura compreende seis blocos de salas de aula, 40 laboratórios, o prédio da biblioteca, o anfiteatro (com acomodação para 250 pessoas), o prédio do NEATI (Núcleo de Estudos e Atividades da Terceira Idade), o prédio do laboratório de Climatologia, estação meteorológica, garagem para abrigar os veículos e outras construções menores.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.