O bem vai e vem! E morador de rua Emerson é prova disso.

Ele vendeu seu único “ganha pão” para poder garantir um parto seguro a Julie, a cadelinha que o acompanha pelas ruas de São Paulo há cerca de um ano.

Ao perceber que Julie poderia ter dificuldades para parir sete filhotes, Emerson se desfez da carroça que usava para coletar material reciclável.

A carroça valia R$ 700. Ele vendeu por R$ 150.

Hoje ele circula pelas ruas com Julia e parte da cria em um carrinho de supermercado.

História

O morador de rua vive nessa situação há 20 anos, desde que deixou a família no interior de São Paulo por motivos que ele prefere não comentar.

Leia também:  Mãe coloca fogo na própria residência com os 3 filhos dentro da casa

Ele encontrou Julie na avenida paulista, abandonada por um homem que estava em um carro parado em um semáforo.

Emerson resgatou a cachorra e nunca mais os dois se separaram.

“Era eu e Deus. Eu era meio chucro, mas agora sei o que é o amor. A Julie me redisciplinou como ser humano”, disse em entrevista à TV Record.
Mesmo vivendo da doação das pessoas, ele se nega a vender os filhotes. A justificativa é muito simples.

“Não se vende amigos, né?”

Fotos: reprodução/TVRecord
Fotos: reprodução/TVRecord

O que Emerson fez foi doar algumas das crias para quem lhe garantiu que eles seriam bem tratados.

Retorno do bem
A recompensa veio rápido.
Sensibilizada com essa história, uma Organização Não-Governamental decidiu ajudar Emerson.
A ONG vai dar uma nova carroça ao melhor amigo da cachorra!

Leia também:  Justiça condena Volks a pagar mais de R$ 1 bilhão a donos de Amarok no Brasil
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.