Edeson Peixoto delegado da Policia Civil da cidade de Guiratinga . Foto : Messias Filho / AGORA MT
Edson Peixoto delegado da Polícia Civil da cidade de Guiratinga – Foto : Messias Filho / AGORA MT

A Delegacia da Polícia Civil de Guiratinga (MT), comandada pelo delegado Edson Peixoto, está investigando desde novembro de 2014 uma quadrilha envolvida em desvio de carga de soja em Mato Grosso.

Com o apoio da Delegacia Especializada em Roubos e Furtos (Derf) de Rondonópolis (MT), e a Delegacia de Tesouro (MT), conseguiram efetuar dois mandados de prisão até o momento.

Dinheiro apreendido com o balanceiro - Foto: Polícia Civil de Guiratinga
Dinheiro apreendido com o balanceiro – Foto: Polícia Civil de Guiratinga

Um componente da quadrilha foi detido em Rondonópolis, chegou a ser ouvido, mas por não ter sido preso em flagrante foi liberado. Ele está colaborando nas investigações e entregou a polícia cerca de R$ 52 mil, que afirma ter recebido por deixar passar as carretas com documentos falsos carregadas com soja. Ele é um dos balanceiros envolvido no esquema, recebia R$ 13 mil por carreta, que custa em média R$ 70 mil cada carga. Apesar de ter sido liberado, ele responderá por furto e formação de quadrilha.

Leia também:  Carro capota e duas pessoas ficam feridas na MT-270

Através das investigações o delegado afirmou que o roubo envolvia as pessoas responsáveis pela classificação da soja, carreteiros e os balanceiros. Até o momento foi descoberto pelos investigadores duas fazendas que foram roubadas; Bariri de Guiratinga e São Sebastião de Tesouro, mas falaram que pode haver mais, pois o roubo passa despercebido pelos proprietários.

Dois classificadores já foram descobertos, mas estão foragidos. Eles são contratados de uma empresa terceirizada das multinacionais que recebem a carga. A empresa está colaborando nas investigações e disponibilizou os documentos necessários para descobrir se existe mais algum funcionário envolvido.

O delegado Edson ainda não tem ideia da extensão da quadrilha, porém afirma ser grande. Ele está investigando e reforça, que todos os envolvidos vão ser descobertos e responderão por furto qualificado, associação criminosa, falsidade ideológica e uso de documento falso.

Leia também:  Empresário morre após capotar carro e bater em poste na MT-423

A polícia pede que se a população souber de qualquer informação sobre o caso pode entrar em contato e fazer uma denúncia anônima para a Delegacia de Guiratinga pelo número (66) 3431 – 1193 ou no WhatsApp da Derf de Rondonópolis (66) 9725 0197.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.