A Polícia Federal iniciou nesta sexta-feira (16), a “Operação Ineptus”, para desarticular uma associação criminosa ligada ao comércio ilegal de armas de fogo e munições. Os policiais federais devem cumprir oito mandados de busca e apreensão, sete conduções coercitivas e 11 intimações para entrega de armas compradas com documentos falsos, em Cuiabá, Tangará da Serra, Sapezal e Nobres.

Os mandados judiciais foram emitidos pela 5ª Vara da Justiça de Mato Grosso. Conforme investigações iniciadas em abril deste ano, foi apurado que uma psicóloga de Cuiabá e um instrutor de tiro em Tangará da Serra, são suspeitos de integrar o grupo, emitindo laudos falsos.

Estes laudos eram apresentados a Superintendência da Polícia Federal de Mato Grosso, para instrução de processos administrativos para a aquisição de arma de fogo e renovação de registro. Conforme a Polícia Federal, foi constatado que os exames eram realizados em locais inadequados e as munições vendidas para pessoas que não possuíam registros, o que é vedado pela legislação.

Leia também:  "Tiazinha" e jovem do tráfico são presos com 5kg de drogas na rodoviária de Rondonópolis
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.