Foto: assessoria
Foto: assessoria

O prefeito Percival Muniz se reuniu reunido na noite de terça-feira (20), com cerca de 90 moradores da Coopharondon, região da Vila Aurora. A reunião ocorreu na quadra esportiva do bairro.

O tema do encontro estava bem ao lado das discussões. Moradores pediram a presença do gestor público para debaterem uma solução para o centro comunitário, lacrado na sexta-feira (16) pela Vigilância Sanitária Municipal.

O prédio está abandonado há mais de dez anos. Neste período, o local virou abrigo de pombos, pessoas desocupadas e de depósito de lixo.

Durante o debate, alguns defenderam uma medida rápida para o problema. A alternativa apontada foi a demolição total da estrutura. Mas a questão foi esclarecida pelo prefeito. “Se este prédio for para o chão e posteriormente transformado numa área verde dificilmente conseguiremos a liberação para uma construção futura. A legislação ambiental é rigorosa, para reverter o processo é difícil”, explicou Percival.

Leia também:  Caminhão derruba postes e deixa região da Vila Mineira sem energia

Diante da explanação do prefeito, outras sugestões foram colocadas em discussão como a criação de um centro de convivência do idoso, instalação de órgãos públicos, implantação de oficinas de qualificação e a criação de um espaço cultural.

Como a escolha necessita de consenso, uma nova reunião foi agendada para o dia 5 de novembro. Nesta data a decisão final será apresentada. “Isso é democracia, a partir do senso comum vamos levantar o que temos de recurso e o que será possível fazer para melhorar a qualidade de vida da comunidade, porque do jeito que está não pode ficar mais”, completo o prefeito.

Além do prefeito e moradores também estiveram presentes na reunião a secretária Municipal de Educação Ana Carla Muniz, o diretor de manutenção do Sanear Cristóvão Teixeira e o vereador Milton Mutum.

Leia também:  Rondonópolis é notificada para revogar lei que autoriza loteamento em zona rural
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.