Foto: assessoria
Foto: assessoria

A Comissão de Revisão Territorial dos Municípios e das Cidades da Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso, que tem como presidente o deputado Ondanir Bortolini, Nininho, (PR) em parceria com a Secretaria de Estado de Planejamento (SEPLAN), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) Nacional e o gabinete de Articulação e Desenvolvimento Regional realizou nesta semana a II Oficina de Trabalho do 2º Bloco do Projeto de Atualização das Divisas Intermunicipais do estado de Mato Grosso, que aconteceu de 28 de setembro a 02 de outubro, na Escola de Governo de MT.

Essa etapa do trabalho proporcionou aos municípios envolvidos: Rosário Oeste, Nova Brasilândia, Nobres, Planalto da Serra, Campo Verde, Poconé, Cáceres, Diamantino, Barra do Bugres, Alto Paraguai, Paranatinga, Primavera do Leste, Porto Estrela e Santa Rita do Trivelato, um momento para que pudessem elaborar suas propostas de atualização das divisas de seus municípios.

Leia também:  Deputado solicita que R$ 2 milhões do duodécimo seja destinado Instituo Lions da Visão

“Os vereadores tiveram nessa oficina um trabalho claro e participativo, deixando de lado as antigas práticas onde várias áreas foram prejudicadas por ausência de uma metodologia que contemplassem as necessidades locais, foi um encontro harmônico e construtivo”, explicou Maxmar C. Souza, vereador de Rosário Oeste.

Desta forma, a Oficina que é uma das etapas de metodologia do Projeto das Divisas conseguiu alcançar seus objetivos propostos, uma vez que os diálogos entre os municípios ocorrem de forma tranqüila e ponderada. “A união de técnicos do Governo, da Assembleia e do IBGE teve um saldo positivo, os representantes dos municípios mostraram-se satisfeitos com os trabalhos concluídos nessa semana”, disse Nininho.

Leia também:  Adonias quer construção de rede de esgoto em bairros da região Salmen

Para o geógrafo do Núcleo Ambiental da ALMT, Aparecido Alves, a Assembleia Legislativa se sente bastante satisfeita com os resultados dos trabalhos dessa oficina durante toda a semana. “O Núcleo contou com total apoio do deputado Nininho para que os trabalhos da oficina acontecessem da melhor forma possível e teve um excelente resultado”, ressaltou o Alves.

No encerramento da oficina os representantes dos municípios se reportaram quanto à importância desse projeto parabenizando a iniciativa. A próxima etapa é a preparação dos documentos recebidos, que pautarão a Audiência Pública, que tem como previsão acontecer no mês de Novembro. “Os trabalhos que ainda não foram concluídos na Oficina seguem em caráter de construção, podendo assim, receber dos municípios envolvidos novos documentos que reforcem suas demandas”, explicou a bióloga do Núcleo Ambiental, Cirdilene Cunha.

Leia também:  Assembleia realiza audiência pública para debater novo prédio da Politec

A Oficina de Trabalho contou com a participação de técnicos da Secretaria de Planejamento do Estado de Goiás e de Mato Grosso, do Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (IMESC), do IBGE do Estado do Maranhão e do IBGE Nacional, com sede no Rio de Janeiro. A presença de técnicos do Maranhão e de Goiás se deu especificamente para conhecerem o trabalho e a metodologia de atualização das divisas realizado em Mato Grosso para que possam futuramente aplicar em seus estados.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.