Atendimento ao público está suspenso em Rondonópolis - Foto: Ronaldo Teixeira / AGORA MT
Atendimento ao público está suspenso em Rondonópolis – Foto: Ronaldo Teixeira / AGORA MT

Cerca de 40 funcionários do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT) em Rondonópolis entraram em greve nesta segunda-feira (26). Ao todo em Mato Grosso, são 800 servidores que decidiram pela paralisação, após o governo não atender à reivindicação da categoria de nomear os 489 aprovados em concursos públicos. Segundo o sindicato, as atividades nas 62 Ciretrans, oito agências VIP e a sede do Detran-MT devem ficar comprometidas.

De acordo com o delegado sindical do Sindicato dos Servidores do Detran (Sinatran) em Rondonópolis, Marcelo Almeida, o atendimento ao público na 2ª Ciretran e na Agência Vip está suspenso.

Ele explica que a categoria além de pedir a contratação dos aprovados no último concurso reivindica melhores condições de trabalho.

Leia também:  A partir de 2018, começará a valer a carteira de motorista eletrônica
Foto: Ronaldo Teixeira / AGORA MT
Uma das reivindicação é quanto a estrutura dos postos de trabalho –  de Foto: Ronaldo Teixeira / AGORA MT

“Estamos com uma defasagem no quadro de trabalho. Os servidores do Detran trabalham até de forma desumana, o funcionário está sobrecarregado, trabalha por dois ou três servidores. A população reclama e com razão, porque espera cerca de 1h30 para ser atendida enquanto deveria ser atendida em 15 minutos, tem que ficar na fila e ainda no calor na 2ª Ciretran”, disse o sindicalista.

Na última sexta-feira (23), o governo apresentou um cronograma para as nomeações dos aprovados, que prevê as convocações de 30 aprovados para novembro deste ano. Até 30 de setembro do próximo ano, serão mais 100 nomeações. Ainda conforme o cronograma, em 2017 serão mais 160 aprovados e os 199 restantes em 2018.

Leia também:  Receita libera novo lote para consulta

“Este cronograma feito pelo governo para as nomeações até 2018, não atende a categoria, queremos as nomeações imediatas. Nós estamos nessa corrida das nomeações,” explicou Marcelo.

Ele explica que atualmente seria necessário convocar os 51 aprovados para o polo de Rondonópolis, que inclui os municípios de Itiquira, Poxoréu, Guiratinga, Pedra Preta, São Pedro da Cipa, Jaciara e Juscimeira. “Para Rondonópolis seria necessário pelos menos 15 novos servidores. Hoje no município só para ter uma ideia são cerca de 170 mil veículos que envolvem serviços como a emissão da 2ª via do CRV [Certificado de Registro de Veículo], transferência, alteração de dados, ” explicou o sindicalista.

Leia também:  Municípios mato-grossenses podem aderir ao Selo Unicef

Segundo Marcelo Almeida, ainda há previsão que a categoria faça manifestações em Rondonópolis. “A orientação do sindicato é que todas as manifestações ocorram em Cuiabá. No interior ficamos aguardando as ordens de Cuiabá, ” disse Almeida.

 

 

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.