As pessoas estão se sentindo cada vez mais sem estímulos para realizar compras no Brasil. O motivo é a falta de dinheiro e os preços altos. É o que revela uma pesquisa realizada pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp).

Os consumidores optam pela compra de produtos mais baratos, como artigos de telefonia e eletroportáteis e compram menos eletroeletrônicos, como televisores e home theaters. Na percepção de 43% das pessoas, as condições financeiras estão piores, ou muito piores, agora. Em 2014, esse percentual era 12%.

Em Rondonópolis – MT a situação não é diferente. De janeiro a agosto do ano corrente, o setor de eletrodomésticos registrou uma queda de 30% nas vendas em comparação com o mesmo período do ano passado.

Leia também:  Nova Mutum | Abril fecha com saldo negativo em geração de emprego

No 1ª semestre deste ano, 70% dos entrevistados disseram não tSem er adquirido itens como geladeira, freezer, máquina de lavar roupa, telefones, móveis, eletroeletrônicos, eletroportáteis, computadores, impressoras, notebooks, tablets, automóveis, câmeras fotográficas digitais, videogames ou filmadoras.

Para 32%, a falta de dinheiro foi o principal motivo para não comprar tais produtos e, para 28%, foram os preços muito altos. Apenas 16% afirmaram ter conseguido adquirir tudo o que queriam.

A pesquisa indica também que 77% não pretendem comprar nenhum desses itens em breve. Entre os que desejam fazer alguma compra, 8% pensam em produtos da linha branca; 6%, em artigos da linha marrom; 5%, em móveis; 4%, em celular, 3%, itens de informática; 2%,em  automóveis; 1%, em eletroportáteis; e 1%, em eletrônicos.

Leia também:  INSS convoca assegurados para reavaliação de benefícios, confira a lista

VEJA TAMBÉM 

Promoções se espalham pelo comércio em Rondonópolis | TV Agora

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.