Agromeração de taxistas e curiosos no local do fato - Foto : Messias Filho / AGORA MT
Aglomeração de taxistas e curiosos no local do fato – Foto : Messias Filho / AGORA MT

Um taxista foi detido pela Polícia Militar (PM) acusado de participar de um furto a uma residência particular, na avenida Marechal Rondon, Centro, na noite desta sexta-feira (30), por volta das 20h20, em Rondonópolis (MT). No interior do carro do acusado Leonardo Henrique dos Santos, 25 anos, a polícia localizou uma televisão que seria o produto do furto.

Televisão que estava dentro do taxi - Foto : Messias Filho / AGORA MT
Televisão que estava dentro do taxi – Foto : Messias Filho / AGORA MT

A vítima de 61 anos, dono da residência, chegou na casa e flagrou a situação. Ele afirma que quando chegou em casa, avistou o momento em que o taxista ajudava um outro rapaz a furtar seus pertences. No momento, o suspeito que estava com a taxista fugiu.

Antes de chegar no local do suposto crime, a PM recebeu informações controversas, que poderia ser uma forma de despistar a PM. A 1ª informação que a guarnição recebeu foi que um taxista havia sido vítima de roubo seguido de sequestro na região do Horto Florestal, momento em que foi iniciado um cerco policial, porém, logo em seguida a polícia recebeu uma 2ª informação que o veículo do taxista teria sido localizado na região Central, avenida Marechal Rondon.

Leia também:  Derf prende suspeito com armas, drogas, munições e R$ 7 mil

A guarnição deslocou até o local e constatou que o veículo realmente estava no endereço, momento em que a PM verificou que tratava-se de um furto a residência na qual a vítima, informou que o taxista era o suspeito do furto juntamente com outro indivíduo.

Momento que o taxi é retirado do local do fato - Foto : Messias Filho / AGORA MT
Momento que o táxi é retirado do local do fato – Foto : Messias Filho / AGORA MT

O taxista foi encaminhado para 1ª Delegacia de Polícia (1ª DP), para providências cabíveis. Ele foi reconhecido pela vítima.

No interior do veículo VW Voyage, branco, adesivado com prefixo da rádio Táxi, a polícia localizou a televisão que também foi reconhecida pela vítima, como sendo de sua propriedade.

As informações constam em registro no Boletim de Ocorrência (BO).

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.