Ramão Crescencio SalinasRamão Crescencio Salinas, 50 anos, foi preso em flagrante delito, por investigadores da Polícia Civil (PC) acusado de estupro de vulnerável majorado e continuado, nesta segunda-feira (5). O homem é suspeito de manter sexo oral com o sobrinho de 12 anos de idade, a aproximadamente quatro anos. O suspeito mora em uma propriedade rural no município de Pedra Preta, mas fugiu quando descobriu que havia sido denunciado.

O acusado acabou se apresentando na delegacia de Alto Garças e foi conduzido para a delegacia de Rondonópolis para as providências que o caso requer.

O suspeito é casado com a irmã da mãe da vítima. Ele praticava o crime e em troca sempre oferecia presentes para o menor. Em depoimento à polícia acompanhado junto a uma psicóloga, o menor relatou que nunca contou para os pais por medo. Ele ainda disse que quase sempre Ramão tinha um presente para entregar ou quando não tinha, dava depois.

Leia também:  Esfaqueado nas costas, menor corre para pedir ajuda

A vítima ainda relatou que o tio nunca o ameaçou e nunca pediu para o sobrinho realizar sexo oral nele, Ramão apenas fazia sexo oral na criança e nada mais.

Com o tempo o garoto começou a apresentar comportamentos estranhos ficando atordoado, nervoso, inquieto, fazendo com que sua mãe desconfiasse da situação. A vítima foi pressionada pela mãe e confessou o que vinha acontecendo desde seus oito anos de idade. Diante dos fatos os pais fizeram a denúncia dando início às investigações.

O tio costumava chamar o sobrinho para ir ao mercado ou no shopping e no caminho sempre parava o carro em algum lugar para abusar da vítima.

O suspeito foi preso e encaminhado para 1ª Delegacia de Polícia (1ªDP).

Leia também:  Caminhoneiros são rendidos e assaltados em posto de combustível

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.