Foto: assessoria
Foto: assessoria

Após denúncias anônimas por parte dos moradores do bairro Coopharondon a Prefeitura Municipal de Rondonópolis, através da Vigilância Sanitária (Visa), interditou na manhã desta sexta-feira (16) o antigo prédio da associação de moradores localizado na praça do bairro. O local está com muita sujeira, bichos mortos o que causa mau cheiro. Há ainda restos de drogas e está servindo como ponto para usuários de entorpecentes.

Os funcionários, após lacrar o local, farão um relatório circunstanciado para ver qual providência deverá ser tomada. Uma reforma ou demolição do prédio são algumas das propostas.

“Devido a situação do local a Prefeitura teve que intervir, pois a associação está inativa e não tem quem se responsabiliza pelo prédio. Com o risco que esse prédio está causando ao cidadão não tem outra alternativa a não ser prevenir e interditar”, disse Janaina Castelhano, gerente da Divisão da Vigilância Sanitária.

Leia também:  Rua Barão do Rio Branco tem duplicação autorizada pelo Governo

Segundo Janaina o risco para a saúde, devido a restos de drogas, seringas, bichos mortos e o risco a segurança, pois o local serve de esconderijo e ponto para usuários de drogas, são os maiores problemas do antigo prédio.

“Pode acontecer de uma criança inocente vir aqui e se furar, cortar, correndo um grande risco de saúde. Outro problema é com a segurança, pois dependentes químicos ficam alojados no local, daí resolvem realizar pequenos furtos pelo bairro. Com a interdição pretendemos prevenir as pessoas dessas situações”, resume.

Uma reunião acontecerá na próxima terça-feira (20) com os moradores do bairro quando será votado se eles optam pela demolição ou se eles assumem a responsabilidade do local e realizam a reforma e manutenção periódica do prédio.

Leia também:  CDL realiza passeio ciclístico e sorteia brindes e bicicletas
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.