Foto: Erie Times-News, Jack Hanrahan/AP
Foto: Erie Times-News, Jack Hanrahan/AP

A França permitirá que homossexuais doem sangue a partir de 2016, sob determinadas condições, indicou a ministra da Saúde, Marisol Touraine. “A partir da primavera de 2016 ninguém poderá ser excluído da doação de sangue por causa de sua orientação sexual, mas a segurança das pessoas que recebem a transfusão deve ser absolutamente respeitada.

A França proibia desde 1983 a doação de sangue por homossexuais por causa dos riscos de contaminação pelo HIV.
A ministra assinalou que a abertura da doação aos homossexuais será feita por etapas.
Os homossexuais poderão doar seu plasma quando tiverem uma relação estável há quatro meses ou se nesse período não tiverem feito sexo.
A análise dessas primeiras doações “nos permitirão realizar estudos e, se não houver riscos, as regras que serão aplicadas aos homossexuais irão se aproximando das regras gerais ao longo do ano seguinte”, explicou Touraine.

Leia também:  Família autoriza doação de órgãos e salva a vida de 6 pessoas na Itália
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.