Fachada da Escola Adolfo
Escola estadual Adolfo Augusto de Moraes – Foto: Arquivo / AGORA MT

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) ainda não concluiu o processo de investigação que apura as supostas irregularidades contra a diretora da escola estadual Adolfo Augusto de Morais, em Rondonópolis, Cilene Cristina Puzzi, e o ex-tesoureiro Rubens Carlos Correa. Segundo a assessoria de imprensa da Seduc, o processo está em estágio de finalização e deve ser julgado e transitado até dezembro deste ano. O inquérito foi instaurado pela Seduc em maio deste ano.

“Acreditamos que até dezembro deve ser concluído e encaminhado a Controladoria Geral do Estado (CGE), que dará o parecer final. Isto, após a CGE verificar se foram respeitados todos os requisitos, como os prazos, se todas as partes foram ouvidas e depois será emitido um relatório final ao governo do Estado, ” explicou a assessora.

Leia também:  Fuga em massa na Mata Grande, muro é explodido e 32 fogem

Conforme a assessoria, a diretora Cilene Cristina Puzzi permanece afastada do cargo desde maio deste ano. Já o ex-tesoureiro foi remanejado para outra escola, porém, não informou o nome da instituição. Em 20 de maio deste ano, foi publicado no Diário Oficial a determinação do afastamento dos dois servidores durante a tramitação do processo administrativo disciplinar.

A diretora e o ex-tesoureiro foram afastados das funções administrativas após acusações de esquemas irregulares. As denúncias que foram entregues a Seduc  apontavam que a escola acumulava uma dívida que ultrapassava R$ 120 mil e que teria beneficiado especialmente a diretora.

Segundo a Seduc, já foram realizadas as oitivas de todos os envolvidos, assim que concluído o processo, os servidores serão notificados e terão 20 dias para apresentar a defesa. Porém, apenas com o final dos andamentos e em posse da conclusão do inquérito, é que a Seduc irá tomar as medidas administrativas contra os servidores, podendo até punir com exoneração se comprovado a irregularidade.

Leia também:  Atacadão confirma data de inauguração em Rondonópolis

Leia também – Após denúncia, diretora e tesoureiro são afastados pela Seduc

Diretora afastada teria comprado camarão e champanhe com dinheiro de escola

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.