Proprietários de cães e gatos terão até o dia 30 de novembro para levar seus animais para tomar a vacina contra a raiva. A Campanha Estadual de Vacinação Antirrábica Animal, promovida pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) em parceria com as secretarias municipais de saúde, teve início no mês de setembro, com a meta de imunizar aproximadamente 600 mil bichos.

De acordo com dados da coordenadoria de Vigilância em Saúde Ambiental, da SES, até a primeira semana do mês de novembro 177.108 cães e 33.936 gatos foram vacinados. A estimativa é de que ao final da Campanha 581.121 cães e 116.612 gatos estejam imunizados.

A coordenadora de Vigilância em Saúde Ambiental, Ludmila Sophia de Souza, lembra que a adesão da população à Campanha é fundamental, tendo em vista que a ação colabora para que o estado se mantenha livre da doença. “Não temos casos de raiva em cães e gatos desde 2007 e precisamos manter essa situação epidemiológica. É fundamental que as pessoas que cuidam dos animais se preocupem com a imunização deles, porque a vacina é que garante ano a ano a barreira imunológica contra o vírus”.

Leia também:  Protesto contra aumento de impostos sobre combustíveis continua em rodovias de MT

Ela explica ainda que a vacinação contra a raiva animal é importante não só para os animais, mas também para as pessoas. “A raiva é uma doença transmissível e letal que atinge o sistema neurológico e os cães e gatos são os principais transmissores da doença aos seres humanos. Hoje temos o controle da doença, mas ainda não há um tratamento”, afirma a coordenadora.

Para a Campanha Estadual de Vacinação Antirrábica Animal, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) já distribuiu aos municípios o total de 530 mil doses, conforme repasse feito pelo Ministério da Saúde. Cada município define sua estratégia, que pode ser com postos fixos, volante e de casa em casa, dependendo das condições locais e áreas de risco.

Leia também:  Cai 28% o número de roubo de aparelhos celulares em Mato Grosso

A vacina antirrábica é gratuita e deve ser aplicada em cães e gatos para proteger a saúde do animal. Recomenda-se que cães e gatos sejam vacinados a partir dos três meses de idade e revacinados anualmente. Não há contraindicação da vacina, entretanto é necessário ter alguns cuidados, como observar as condições de saúde do animal antes da imunização.

Para ser vacinado, o cão precisa estar com coleira e guia, já os gatos em sacolas de pano ou gaiolas apropriadas. Além disso, animais agressivos devem usar focinheira. Após a vacina, o animal pode ficar com dores no local vacinado e febre.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.