Foto: Arquivo/ AGORA MT
Hospital Regional de Rondonópolis Irmã Elza Giovanella – Foto: Arquivo/ AGORA MT

A equipe técnica da Secretaria de Estado de Saúde (SES) emitiu um parecer favorável à solicitação de credenciamento do Hospital Regional de Rondonópolis – Irmã Elza Giovanella como Unidade de Assistência de Serviço de Alta Complexidade em Neurocirurgia e Traumato-Ortopedia. O parecer foi resultado de uma visita realizada em setembro, pelas equipes da Coordenadoria de Rede de Serviços da SES e do Escritório Regional de Rondonópolis, que teve como objetivo avaliar o funcionamento da unidade.

A avaliação foi baseada nos critérios das portarias ministeriais, com aplicação de check-list que analisou os serviços de unidade de terapia intensiva, unidade de alta complexidade em neurologia e em ortopedia. “A habilitação da unidade junto ao Ministério da Saúde possibilitará melhor organização da rede de serviços de referência no estado, ampliando o acesso aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), principalmente na região Sul do estado”, destacou o secretário de Saúde, Eduardo Bermudez.

Leia também:  ACIR recebe selo Amigo do catador

“O Governo tem trabalhado constantemente na questão da descentralização dos serviços de saúde, fortalecendo a existência do atendimento em alta complexidade também no interior, nos pólos, tanto para desafogar a rede já existente na capital quanto para que o usuário possa ser atendido mais perto de sua casa”, completou.

Durante a visita foi verificada a necessidade de adequações para que o Hospital Regional de Rondonópolis seja credenciado. De acordo com o relatório técnico, as alterações necessárias garantem a qualidade da assistência aos usuários e vão desde estrutura física a aquisição de materiais e equipamentos.

Para Bermudez, o momento é de concentrar forças para que o processo de credenciamento do Hospital Regional de Rondonópolis prossiga de maneira dinâmica e contínua. “O Governo do Estado entende que o funcionamento adequado dos serviços de neurocirurgia e traumato-ortopedia no Hospital é imprescindível, por isso vamos priorizar as ações necessárias juntamente com o escritório regional de saúde e a unidade hospitalar, para que os serviços comecem a funcionar o mais breve possível”, afirma o gestor.

Leia também:  Após 30 anos, moradores da Gleba do Rio Vermelho recebem títulos de posse

Todo o processo de credenciamento seguirá o Manual de Credenciamento e Habilitação dos Serviços Ambulatoriais e Hospitalares no estado de Mato Grosso e a portaria nº 90/2009 da Superintendência de Assistência à Saúde do Ministério da Saúde, que norteia todo o fluxo de habilitação.

De acordo com o secretário, o próximo passo é realizar a obra de adequação do espaço e também comprar os equipamentos que irão compor a nova ala. “Todo o processo necessário já está sendo agilizado, e mesmo antes da habilitação pelo Ministério da Saúde, o Estado irá arcar com o custeio por que é de interesse deste governo”, concluiu.

Hospital

O Hospital Regional de Rondonópolis – Irmã Elza Giovanella caracteriza-se como hospital geral, de natureza pública estadual, realizando atendimento ambulatorial, de urgência e emergência e internação nas áreas de endocrinologia, neurocirurgia, nefrologia, urologia, otorrinolaringologia, clínica geral, entre outros. A unidade possui serviços de imagem e conta com ambulatório, pronto atendimento, centro cirúrgico, UTI adulto e apoio diagnóstico como laboratórios de análises clínicas.

Leia também:  Rondopolitano já pagou quase R$ 73 milhões de impostos em 2017

O serviço ofertado pelo Hospital atende toda a região sul mato-grossense, composta por 19 municípios, sendo Rondonópolis o município que se caracteriza como referência para os serviços de saúde de média e alta complexidade.

Em junho deste ano, o Estado inaugurou 10 novos leitos de UTI no Hospital Regional de Rondonópolis, aumentando para 20 leitos de UTI Adulto disponíveis na região.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.