Em audiência com o ministro da Educação Aloizio Mercadante, os mato-grossenses José Medeiros e Blairo Maggi voltaram a cobrar do Governo Federal a criação do campus da Universidade Federal de Rondonópolis.

Os parlamentares relatam que o aval do MEC, dado nesta quinta-feira (19), coloca Mato Grosso a um passo de realizar o sonho antigo de toda a região.

Os parlamentares ainda dizem que o próximo passo é buscar, em reunião com a presidente Dilma, o ato autorizativo do Executivo.

O CAMPUS

O Campus Universitário de Rondonópolis foi criado em 1976, e conta, hoje, com 300 professores e mais de 5 mil alunos. A unidade oferece, 22 cursos de Graduação, três de Mestrado, e um Doutorado Interinstitucional (Dinter), feito em parceria com a Universidade Federal de Campina Grande (PB).

Leia também:  Primavera do Leste deve ter eleições no dia 19 de novembro

A infraestrutura compreende seis blocos de salas de aula, 40 laboratórios, o prédio da biblioteca, o anfiteatro (com acomodação para 250 pessoas), o prédio do NEATI (Núcleo de Estudos e Atividades da Terceira Idade), o prédio do laboratório de Climatologia, estação meteorológica, garagem para abrigar os veículos e outras construções menores.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.